Ressonâncias marxianas na América Latina: a teoria da dependência

Autores

  • Ivonaldo Leite

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i3.8644

Palavras-chave:

Marx, desenvolvimento, subdesenvolvimento, teoria da dependência, América Latina

Resumo

O trabalho tem como objetivo apresentar a teoria da dependência como resultado da influência do pensamento de Marx na América Latina. Para isso, metodologicamente, são visitados os autores clássicos da teoria da dependência, apresentando-se as diferentes versões desta. É realçado, por exemplo, que: 1) a teoria da dependência partiu da metodologia dialética; 2) a dependência é condição para o desenvolvimento dos países centrais; 3) a América Latina está vivendo atualmente novos fenômenos político-sociais que desafiam as análises tributárias da teoria da dependência. Conclusivamente, entre outros aspectos, assinala-se que que, contemporaneamente, tem havido um encontro entre as abordagens da teoria da dependência e a teoria do sistema mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-22

Como Citar

Leite, I. (2018). Ressonâncias marxianas na América Latina: a teoria da dependência. Ambiente &Amp; Educação, 23(3), 189–200. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i3.8644

Edição

Seção

Dossiê Karl Marx 200 Anos: natureza e o marxismo ecológico