O Papel de um projeto de pesquisa na mobilização social para a conservação da biodiversidade na zona costeira marinha

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v26i2.11937

Palavras-chave:

Distribuição, espécie ameaçada, Lontra longicaudis, Mata Atlântica

Resumo

Para os últimos dois anos, o Projeto Lontra pautou-se em cinco macro objetivos, cuidadosamente planejados de forma transversal, com o alinhamento de políticas públicas, pesquisa, comunicação, educação e a mobilização social. Os objetivos específicos foram definidos a partir de um objetivo geral, cujo foco foi o desenvolvimento de pesquisas que pudessem auxiliar na conservação da biodiversidade e recursos naturais, por meio da determinação do valor econômico e ambiental dos serviços ecológicos prestados pela Lontra longicaudis. Para tanto foi utilizado o conceito do turismo de conservação, e a promoção de ações voltadas para a mobilização social e a educomunicação. Expedições ao longo do litoral catarinense foram realizadas da Ilha de Santa Catarina à Laguna, incluindo lagoas, lagos e rios. Foram 6 expedições às Lagoas do Sul, incluindo a APA da Baleia Franca, uma área de 115 mil quilômetros quadrados. Na Ilha de Santa Catarina a área amostral foi de 212 quilômetros quadrados, cerca de 50% da área total da Ilha. As pesquisas desenvolvidas foram integradas à educação e à água, tendo a lontra como uma espécie bandeira na conservação da biodiversidade e dos ecossistemas aquáticos, como bens comuns, e importantes ativos econômicos. Com isso em mente, foi possível atingir diretamente 2599 alunos da rede pública de ensino e 2000 alunos da rede privada, além de 503 professores. Turismo de Conservação em áreas protegidas, a conservação da água e da biodiversidade, representam os temas principais abordados na educação ambiental. Através do Programa Ecovoluntário em áreas protegidas, busca-se a co-participação e a co-responsabilidade da comunidade para com o Projeto, através de ações que possam levar a ganhos econômicos e melhoria de qualidade de vida, associados a conservação da biodiversidade e sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oldemar de Oliveira Carvalho Junior, Instituto Ekko Brasil

Fui criado no estado de Santa Catarina, começando minha vida em Ituporanga, Rio do Sul, Timbó, Mafra, Balneário Camboriú, Blumenau, e me mudando para Florianópolis em 1975. Recentemente, fui visitante de pesquisa na Universidade da Flórida, Centro Mundial de Zonas Úmidas, Departamento de Engenharia, fazendo um Pos-Doc em modelagem energética e avaliação econômica e natural de ecossistemas, mas trabalho como Gerente de Pesquisa e Projetos para o Instituto Ekko Brasil. Meu histórico acadêmico é constituído em um bacharelado em oceanografia, obtido na Universidade Federal do Rio Grande, concluído em 1986. Além disso, concluí o mestrado em Hidroecologia, obtido na Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, finalizado em 1990. Depois, Eu saí do Brasil e fui para a Inglaterra, agraciado com uma bolsa do British Council, onde obtive um diploma de Mestrado em Gerenciamento Costeiro Tropical na Universidade de Newcastle, em 1993. Da Inglaterra, fui para a Austrália premiado com uma bolsa de estudos do governo australiano e do CNPq-Brasil, onde obtive um Ph.D. em Oceanografia Física pela Flinders University em 2000. Em 2012, completei outro Mestrado em Gerenciamento de Projetos pela Universidade Senac no Brasil. Devido à minha experiência internacional no Reino Unido e na Austrália, falo e escrevo fluentemente inglês. Também tenho experiência profissional trabalhando para a Fundação do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (hoje IMA), Brasil, nas atividades de licenciamento em áreas marinhas e pesquisa em mamíferos aquáticos de 1986 a 1992. Desde 2000, quando voltei ao Brasil, trabalhei como professor e pesquisador em várias universidades públicas e privadas nos cursos de Oceanografia, Biologia, Biotecnologia, Ecologia e Engenharia Ambiental. Desde 2008 estou trabalhando no Instituto Ekko Brasil, uma organização não governamental focada em pesquisa, educação ambiental e mobilização social como Gerente de Projetos e Pesquisa, onde tive a oportunidade de colocar em prática as boas práticas do PMBOK para gerenciar múltiplos projetos. Além disso, fui responsável pela implementação do primeiro e único Criadouro Científico da América Latina para Pesquisa da família Mustelidae. Nos últimos 10 anos, tenho trabalhado com turismo de conservação, pesquisa animal em cativeiro e na natureza, em dois grandes biomas brasileiros: a Zona Costeira da Mata Atlântica e o Pantanal do MS e MT. Devido aos excelentes resultados obtidos, fui convidado a coordenar o Subgrupo Lontra Neotropical na América Latina pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza). Durante minha carreira profissional e acadêmica, recebi alguns prêmios como o Talento Profissional em 2012, Expressão em Ecologia em 2008 e fui indicado para Prêmio Brasileiro Imortal em 2008. Mais recentemente, pelo Projeto Lontra, fomos finalistas no Prêmio ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) pela ONU.

Alesandra Bez Birolo, Instituto Ekko Brasil

-Professora de Ciências, Ensino Fundamental II, Prefeitura Municipal de Nova Trento. Escola do Aguti - Período: jun 2019 a dez 2019. -Presidente da ONG - Instituto Ekko Brasil/Projeto Lontra desde 2006 até jun. 2019. Sócia Fundadora do IEB. -Experiência em coordenação e elaboração de Programas. Coordenadora do Programa de Atendimento as Instituições de Ensino do Projeto Lontra, Pesquisadora em Educação Ambiental e Mobilização Social – Período: 2002 até 2019. -Experiência em Gerenciamento de projetos no Instituto Ekko Brasil desde 2004 até 2019. -Gerenciamento do Programa de Ecovoluntários de 2004 até o presente momento. -Gerenciamento do Projeto Lontra, Administração, no Programa Petrobras Socioambiental de 2008 a 2019. -Gerenciamento do Projeto, Administração, Ecologia alimentar e história de vida do cavalo-marinho Hippocampus reidi Ginsburg, 1933. Fundação Boticario. Período 2010-2012. -Gerenciamento do Projeto, Administração, Recrutamento e dinâmica da comunidade bêntica na formação única de corais rolados na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, Sul do Brasil. Fundação Boticario. 2013-2015 . -Gerenciamento do Projeto, Administração, Genética da conservação de cavalos-marinhos (Hippocampus spp.) pela Fundação Boticario Período 2013 - 2015. -Gerenciamento do Projeto, Administração, BIOINVASÃO PELO CORAL SOL Tubastraea sp. (Cnidaria: Seleractinia): MONITORAMENTO E CONTROLE NA REBIO ARVOREDO E REGIÃO DO ENTORNO. Período 2013-2015. S O S Mata Atlantica. Período 2013-2015. -Pesquisadora em mamíferos semi-aquático. Período 2004 a 2016. -Pesquisa com Ictiologia Planctônica - larvas e ovos de peixes de água doce e salgada. Período de 2002 a 2008, Laboratório de Plâncton da UFSC. -Gestão de Projetos Ambientais, Administração Financeira, Projeto Atlas da Bacia do Rio Itajaí 2007. -Bolsista de Iniciação científica, UFPA, 2002 a 2004. Ecologia de Cavalos Marinhos do Brasil.

Referências

BORZAGA, C.; SALVATORI, G.; BODINI, R. Social and Solidarity Economy and the Future of Work. Journal of Entrepreneurship and Innovation in Emerging Economies, v. 5, n. 1, p. 37–57, 1 jan. 2019.

CARVALHO-JUNIOR, OLDEMAR; BIROLO, ALESANDRA BEZ a. Projeto Lontra. Turismo de Conservação como Interface Social em Projetos de Pesquisa. 1. ed. São Paulo: Bambu, 2019a.

CARVALHO JUNIOR, O. DE O.; BIROLO, A. B. Conservation Tourism for the Sustainability of Coastal Areas. Case Study: Otter Project. Revista Costas, v. 1, p. 87–106, 2019.

CARRASCO, L. R. et al. Biodiversity conservation in a telecoupled world. Ecology and Society, v. 22, n. 3, 14 set. 2017.

CARRASCO, T. S. et al. Isotopic niche of the Neotropical otter, Lontra longicaudis (Carnivora, Mustelidae), in different coastal aquatic systems in southern Brazil. Hydrobiologia, v. 835, n. 1, p. 83–100, 1 jun. 2019.

CHAIKLIN, S. A zona de desenvolvimento próximo na análise de Vigotski sobre aprendizagem e ensino. Psicologia em Estudo, v. 16, n. 4, p. 659–675, dez. 2011.

HEINE, D. et al. Financing Low-Carbon Transitions Through Carbon Pricing and Green Bonds. Other. Disponível em: <https://ssrn.com/abstract=3440367>. Acesso em: 29 ago. 2020.

FERREIRA, G. R.; RIBEIRO, P. R. M. A importância da afetividade na educação. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, v. 21, n. 1, p. 88–103, 1 fev. 2019.

LAVILLE, J.-L. The Solidarity Economy: An International Movement. RCCS Annual Review. A selection from the Portuguese journal Revista Crítica de Ciências Sociais, n. 2, 1 out. 2010.

ODUM, H. T. Energy Basis for Man and Nature. Edição: Subsequent ed. New York: McGraw-Hill College, 1981.

ODUM, H. T. Environmental Accounting: Emergy and Environmental Decision Making. Edição: 1a ed. New York: Wiley, 1995.

ODUM, H. T. Environment, Power, and Society for the Twenty-First Century: The Hierarchy of Energy. [s.l.] Columbia University Press, 2007. p. 432 Pages

SAIDANI, M. et al. A taxonomy of circular economy indicators. Journal of Cleaner Production, v. 207, p. 542–559, 10 jan. 2019.

SALUSTRI, A. The UN 2030 Agenda and Social and Solidarity Economy: toward a structural change? Review of Applied Socio-Economic Research, v. 18, n. 2, p. 104–117, 2019.

SEHNEM, S.; PEREIRA, S. C. F. Rumo à Economia Circular: Sinergia Existente entre as Definições Conceituais Correlatas e Apropriação para a Literatura Brasileira. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 18, n. 1, p. 35–62, 1 jan. 2019.

SILVA, NELMA ALBINO. A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA RELAÇÃO PROFESSOR - ALUNO. Monografia—Rio de Janeiro: Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2013.

TIMMS, J. et al. Stay Ahead of a Game or Stay Still: The Impact of Learning and Development on Business Performance. In: RATTEN, V. et al. (Eds.). . Subsistence Entrepreneurship. Contributions to Management Science. Cham: Springer International Publishing, 2019. p. 215–237.

TILLEY, David Rogers. Howard T. Odum’s contribution to the laws of energy. Ecological Modelling, v. 178, n. 1–2, p. 121–125, 2004.

TORO, J. B. T.; WERNECK, N. M. D. Mobilização social: um modo de construir a democracia e a participac̨ão. [s.l.] Autêntica Editora, 2004.

VELENTURF, A. P. M. et al. Circular economy and the matter of integrated resources. Science of The Total Environment, v. 689, p. 963–969, 1 nov. 2019.

Downloads

Publicado

2022-05-04

Como Citar

Carvalho Junior, O. de O., & Birolo, A. B. (2022). O Papel de um projeto de pesquisa na mobilização social para a conservação da biodiversidade na zona costeira marinha. Ambiente &Amp; Educação, 26(2), 308–322. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v26i2.11937