A percepção ambiental acerca do parque estadual serra furada em docentes de uma escola pública de Grão-Pará

Autores

  • Ney Laine Pickler Gil
  • Marcelo D'Aquino Rosa

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6223

Palavras-chave:

Percepção ambiental, Educação ambiental, Unidades de Conservação, Espaços não formais.

Resumo

O presente estudo buscou interpretar o modo de conceber o Parque Ambiental Serra Furada, com vistas a estimular a valorização deste ambiente como elemento pedagógico à Educação Ambiental (EA). A pesquisa envolveu seis professores de uma escola municipal de Grão-Pará. Na coleta de dados, empregou-se um questionário e os resultados indicaram que a maioria dos docentes sabia da existência do parque e o considerou um local a ser preservado. Em seu contexto pedagógico, os docentes acreditam que o local pode ser trabalhado por meio de textos, vídeos, filmes, visitas e pesquisas com os moradores do entorno. Além disso, consideram que a EA é um processo em que o indivíduo e o coletivo constroem valores sociais, atitudes e competências para conscientização, sendo este um processo sensibilizador para a incorporação do ser humano ao ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ney Laine Pickler Gil

Licenciada em Ciências Biológicas (UNISUL). Especialista em Ensino de Ciências (IFSC). Professora de Ciências e Biologia da rede pública estadual de Braço do Norte (SC).

Marcelo D'Aquino Rosa

Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas (UFSC). Mestre em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT - UFSC). Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (PECIM - Unicamp).

Downloads

Publicado

2018-01-02

Como Citar

Gil, N. L. P., & Rosa, M. D. (2018). A percepção ambiental acerca do parque estadual serra furada em docentes de uma escola pública de Grão-Pará. Ambiente &Amp; Educação, 22(1), 4–18. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6223

Edição

Seção

Dossiê Temático Educação Ambiental Não Formal