A educação ambiental nos colégios estaduais do campo localizados nos assentamentos organizados pelo MST

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v25i3.10976

Palavras-chave:

Educação. Educação Ambiental. Educação do Campo. Projetos Pedagógicos.

Resumo

O presente artigo é um recorte de pesquisa que teve como objeto de estudo os projetos escolares em Educação Ambiental inseridos nos Projetos Políticos Pedagógicos dos colégios estaduais do campo localizados nos assentamentos rurais organizados no MST, no estado do Paraná. O objetivo geral foi investigar como se constitui a Educação Ambiental nos projetos escolares dos colégios estaduais do campo localizados em assentamentos rurais do Paraná. Os objetivos específicos foram assim definidos: compreender a Educação Ambiental no contexto dos projetos escolares; analisar os projetos escolares em Educação Ambiental a partir das concepções conservadora e crítica de Educação Ambiental; analisar os limites e possibilidades da presença da Educação Ambiental nos colégios estaduais dos assentamentos considerando as correntes da educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gerson Luiz Buczenko, Centro Universitário Internacional Uninter

Doutro em Educação. Mestre em Educação. Especialista em História Cultural. Licenciado em História e Pedagogia. Docente no Centro Universitário Internacional Uninter; na Faculdade CNEC Campo Largo; no Faculdade Estácio - Campus Curitiba.

Referências

BARBIERI, J. C. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Martins Fontes, 1977.

______. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BUCZENKO, G. L. Educação ambiental e Educação do campo: caminhos em comum. 1 ed. Curitiba: Appris, 2018.

CARVALHO, I. C. M Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LAYRARGUES, Philip Pomier. Para onde vai à educação ambiental? O cenário político-ideológico da educação ambiental brasileira e os desafios de uma agenda política crítica contra hegemônica. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, p. 398-421, ago./dez. 2012. Disponível em: <http://www.unemat.br/prppg/ppgca/docs2014/para_onde_vai_a_educacao_ambiental_o_cenario.pdf >. Acesso em: 13 ago. 2019.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Trajetória e fundamentos da educação ambiental. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2012a.

______. Sustentabilidade e educação: um olhar da ecologia política. São Paulo: Cortez, 2012b.

GUBUR, D. M. P; TONÁ, N. Agroecologia. In: CALDART, R. S. et al. (Org.). Dicionário da educação do campo. São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, 2012.

GUIMARÃES, M. A dimensão ambiental na educação. 7. ed. Campinas: Papirus, 1995.

LOUREIRO, C. F. B. Educação ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MOREIRA, R. M.; CARMO, M.S. do. Agroecologia na construção do

Desenvolvimento rural sustentável. Agric. São Paulo. v. 51, n. 2, p. 37-56, jul./dez. 2004. São Paulo. Disponível em:

<http://www.iea.sp.gov.br/out/publicacoes/pdf/asp-2-04-4.pdf >. Acesso em: 28 jan. 2020.

MOTA, Junior Cezar. Limites e possibilidades na transição para espaços educadores sustentáveis em escolas municipais de São João Batista – SC. 2015. 127 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2015. Disponível em: <http://www.univali.br/Lists/TrabalhosMestrado/Attachments/1912/junior-cesar-mota.pdf >. Acesso em: 26 dez. 2019.

MOVIMENTO SOCIAL DOS TRABALHADORES SEM TERRA (MST). Meio Ambiente. Disponível em: <https://mst.org.br/editoria/meio-ambiente/>.

Acesso em: 04 jan. 2019.

PARANÁ. Diretrizes Curriculares da Educação do Campo. 2006. Disponível em:

<http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/diretrizes/diretriz_edcampo.pdf >. Acesso em: 04 jan. 2020.

______. Lei n. 17.505, de 11 de janeiro de 2013. Institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema de Educação Ambiental e adota outras providências. Diário Oficial do Estado, Curitiba, 11 jan. 2013a. Disponível em: <http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/listarAtosAno. do?action=exibir&codAto=85172&indice=1&totalRegistros=57&anoSpan=2013&anoSelecionado=2013&mesSelecionado=0&isPaginado=true >. Acesso em: 16 jan. 2020.

______. Secretaria de Estado de Educação. Conselho Estadual de Educação. Deliberação n. 04/2013. Diário Oficial do Estado, Curitiba, 2013b. Disponível em: <http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Deliberacoes/2013/deliberacao_04_13.pdf >. Acesso em: 19 jan. 2020.

REIGOTA, M. O que é educação ambiental. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.

SAUVÉ. L. Educação ambiental: possibilidades e limitações. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, maio/ago. 2005.

PLÁCIDO, O. P. de; CASTRO, E.M.N.V. de; GUIMARÃES, M. Travessias para Educação Ambiente ‘desde el sur’: uma agenda política crítica comum em ‘zonas de sacrifício’ como o Brasil e América Latina. Ambiente & Educação. v. 23, n. 1, 2018. Disponível em: <https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/7393>.

Acesso em: 10 jan. 2019.

VEIGA, I. P. A. (Org.). Lições de didática. São Paulo: Papirus, 2006.

Downloads

Publicado

2021-02-01

Como Citar

Buczenko, G. L. (2021). A educação ambiental nos colégios estaduais do campo localizados nos assentamentos organizados pelo MST. Ambiente &Amp; Educação, 25(3), 405–425. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v25i3.10976