Onde a educação ambiental e a oceanografia se (des)encontram?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i2.9708

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Oceanografia Socioambiental, Oceanografia, Graduação, Formação Profissional. Keywords, Environmental Education, Socioenvironmental Oceanography, Oceanography, Graduation, Professional Training.

Resumo

RESUMO Partindo do cenário da Oceanografia Socioambiental (Oc. Socioambiental) e da Educação Ambiental (EA) na Oceanografia do Brasil, utilizando como Estudo de Caso o curso de graduação em Oceanologia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), este ensaio ressalta a necessidade da inclusão de disciplinas que contemplem ambos os campos à sua grade curricular. Através de uma análise mista (quali-quantitativa) sobre aos resultados obtidos com entrevistas aplicadas aos estudantes do curso, buscou-se contribuir com o aperfeiçoamento da Oc. Socioambiental, da EA e suas interações, e para a constituição de cidadãos e profissionais em Oceanografia capazes de atuar e respeitar a diversidade de vida e de conhecimentos existentes. ABSTRACT Based on the scenario of Socioenvironmental Oceanography (Oc. Socioenvironmental) and Environmental Education (EA) in Oceanography of Brazil, using as a Case Study the degree course in Oceanology of the Universidade Federal do Rio Grande (FURG), this essay highlights the need for inclusion of disciplines that include both fields in their curriculum. Through a mixed analysis (quali-quantitative) on the results obtained with interviews applied to students of the course, we sought to contribute to the improvement of Oc. Socioenvironmental, EA and its interactions, and for the constitution of citizens and professionals in Oceanography able to act and respect the diversity of life and existing knowledge.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Costa-Fredo, Universidade Federal do Rio Grande-FURG

Bacharel em Oceanologia/FURG (2008); Mestre em Gerenciamento Costeiro - PPGC/FURG (2015); Especialista em Educação Ambiental - PPGEA/FURG (2019). Atua nas áreas de Educação Ambiental, Oceanografia Socioambiental e Gestão Ambiental.

Washington Ferreira, Universidade Federal do Rio Grande-FURG

Bacharel em Oceanologia/FURG (1995); Mestre em Oceanografia Biológica - PPGOB/FURG (2004); Doutor em Educação Ambiental - PPGEA/FURG (2014); Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Geografia (Interfaces entre História Ambiental e Gerenciamento Costeiro)/UFSC (2014-2017); Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica/UFSC (2017-2018); Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental/FURG (2019- em andamento).

Referências

BRASIL. Resolução n° 2. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília, DF: Ministério da Educação - Conselho Nacional de Educação, 15/Junho/2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rcp002_12.pdf

Acesso: 27 de setembro de 2019, às 16:20.

CASTELLO, Jorge Pablo; KRUG, Luiz Carlos. As Ciências do Mar. In: CASTELLO, Jorge Pablo e KRUG, Luiz Carlos (orgs). Introdução às Ciências do Mar. Pelotas. Ed. Textos, 2015.

COSTA-FREDO, Gisele. “Encontro das Águas: Educação ambiental e Oceanografia Socioambiental no contexto da Oceanologia/FURG”. Monografia de Especialização (Curso de Especialização em Educação Ambiental Modalidade à Distância). Rio Grande, RS: FURG – Universidade Federal de Rio Grande. No prelo. [Orientadora: Alana das Neves Pedruzzi].

COUSIN, Cláudia S. “Pertencer ao Navegar, Agir e Narrar: a formação de educadores ambientais”. Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental). Rio Grande, RS: FURG - Universidade Federal do Rio Grande, 2010 (207 p). Disponível em: https://educacaoambiental.furg.br/images/stories/teses/2010/cludia%20da%20silva%20cousin.pdf

Acesso em: 28 de setembro de 2019, às 21:18,

FERREIRA, Washington; GALIAZZI, Maria do Carmo. “Produção Acadêmica, Desafios e Perspectivas da Educação Ambiental na Universidade Federal de Rio Grande”. Textura, Canoas, RS, ULBRA, 33: 212-239, Janeiro-Abril/2015.

FURG, Universidade Federal do Rio Grande. Curso de Oceanologia. 2019. Disponível em:

http://www.oceano.furg.br/sistema/fckeditor/files/file/QSL%202013_Obrig_Elet_pagina.pdf ; http://www.oceano.furg.br/sistema/fckeditor/files/file/QSL%202013_Optat_pagina.pdf

Acesso: 28 de setembro de 2019, às 18:50.

GUERRA, Antônio F.S. A Educação Ambiental em Áreas Costeiras: o uso da web como ferramenta na formação do Oceanógrafo. Notas Técnicas (Itajaí, SC: FACIMAR-UNIVALE), 04: 121-134, 2000.

KITZMANN, Dione. Convergências e percursos formativos em Educação Ambiental. Anais do VI EDEA - Encontros e Diálogos com a Educação Ambiental. Rio Grande. p. 65-77. 2014.

KRUG, Luiz Carlos. “A Constituição de Educadores Ambientais no Campo das Ciências do Mar: estudo de caso do Curso de Oceanologia da FURG”. Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental). Rio Grande, RS: FURG - Universidade Federal do Rio Grande, 2018. Disponível em: https://sistemas.furg.br/sistemas/sab/arquivos/bdtd/2108bfe2ff374e5be64aac2129cf3d1c.pdf

Acesso em: 29 de setembro de 2019, às 9:21.

KRUG, Luiz Carlos; MINASI, Luis Fernando; DIAS, Cleuza Maria Sobral. “O Processo Histórico de Construção do Currículo do Curso de Oceanologia e a Presença da Educação Ambiental nos Cursos de Oceanografia do Brasil”. Currículo sem Fronteiras (bbb), 19 (02). p. 661-688, Maio-Agosto/2019. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol19iss2articles/krug-minasi-dias.pdf

Acesso: 29 de setembro de 2019, às 11:33.

L’ABBATE, Solange. “Análise Institucional e Intervenção: breve referência à gênese social e histórica de uma articulação e sua aplicação na saúde coletiva”. Mnemosine, 08 (01): 194-219, 2012.

LAYRARGUES, Philippe Pomier. “Para onde vai a Educação Ambiental? O cenário político-ideológico da Educação Ambiental Brasileira e os desafios de uma agenda política crítica contra hegemônica”. Revista Contemporânea de Educação. N º 14, Agosto-Dezembro/2012.

LOUREIRO, C. F. B; LAYRARGUES, P. P. “Ecologia Política, Justiça e Educação Ambiental Crítica: perspectivas de aliança contra hegemônica”. Trab. Educ. Saúde (Rio de Janeiro, RJ), 11 (01): 53-71, Janeiro-Abril/2013.

LÖWI, M. As Aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen. São Paulo, SP: Ed. Cortez, 1998.

MESQUITA, Afrânio Rubens. “O Lugar da Oceanografia”. Estudos Avançados (São Paulo, SP: USP), 08 (22): 563-570, 1994. Disponível em: file:///F:/Artigos%20e%20capitulos%20de%20livros%202019/Dossie%20EA%20x%20Ciencias%20do%20Mar/O%20Lugar%20da%20Oceanografia%20(Afranio%20Mesquita).pdf

Acesso: 07 de agosto de 2018, às 15:44

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo, SP: Editora Hucitec, 1992. (269 p).

MOURA, Gustavo Goulart Moreira. Avanços em Oceanografia Humana e o Socioambientalismo nas Ciências do Mar: Introdução (pp: 07-48). In: MOURA, Gustavo Goulart Moreira (Org.). Avanços em Oceanografia Humana: O Socioambientalismo nas Ciências do Mar. 1a edição. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2017 (344 p).

OCEANÓGRAFOS DO FUTURO. A Profissão. Portal Eletrônico “Oceanógrafos do Futuro”, 03/Agosto/2011 (04 p). Disponível em: https://oceanografosdofuturo.wordpress.com/category/oceanografia/

Acesso: 29 de agosto de 2018, às 13:57.

PATO, C; SÁ, L.M.; CATALÃO, V.L. “Mapeamentos e Tendências na Produção Acadêmica sobre Educação Ambiental”. Educação em Revista (Belo Horizonte, MG), 25 (02): 213-233, Dezembro/2009.

PERES, Caiá Mani. Gerenciamento Costeiro Integrado sob uma Perspectiva Etnooceanográfica: o conhecimento tradicional da Baía do Araçá. Dissertação de Mestrado (programa de Pós-Graduação em Oceanografia Biológica). São Paulo, SP: IO – Instituto Oceanográfico / USP – Universidade de São Paulo, 2016 (147 p). [Orientador; Alexander Turra]. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21134/tde-28072017-153434/publico/Dissertacao_Peres_Caiua_Original.pdf

Acesso: 14 de setembro de 2019, às 21:02.

REIGOTA, Marcos. O que é Educação Ambiental. São Paulo, SP: Brasiliense, 2006 (60 p).

SAN MARTÍN, E. A Viagem do Pirata Richard Hawkins (1590-1594): história autentica da “Era dos Descobrimentos”. Porto Alegre, RS: Artes e Ofícios, 2001 (429 p).

SAUVÉ, Lucie. Uma Cartografia das Correntes em Educação Ambiental. In: SATO, Michele; CARVALHO, Isabel Cristina (Orgs). Educação Ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre, RS: Artmed, 2005.p. 17-44.

SOUSA, Tauan; SANT’ANA JÚNIOR, Horácio Antunes. “Educação Ambiental Crítica ou Conservadora? Elementos para uma reflexão ambiental crítica acerca do Projeto ALCOA”. Ambiente & Educação (Rio Grande, RS: PPGEA-FURG) [Dossiê Conflitos, Injustiça e Desigualdade e Educação Ambiental na América Latina], 23 (01): 100-121, 2018.

TORRES, Luiz Henrique. “Ciência Oceanográfica, Academia e o Processo Industrial: Rio Grande na década de 1950”. Historiae (Rio Grande, RS: FURG), 02 (02): 175-188, 2011.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo, SP: Atlas, 2009 (1a ed.; 18 a reimpressão).

YIN. R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos (3 ed.). Porto Alegre, RS: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

2019-12-05

Como Citar

Costa-Fredo, G., & Ferreira, W. (2019). Onde a educação ambiental e a oceanografia se (des)encontram?. Ambiente &Amp; Educação, 24(2), 139–161. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i2.9708

Edição

Seção

Dossiê “A Educação Ambiental em uma perspectiva da Oceanografia Socioambiental”