Caminhos para a Educação Ambiental através da extensão e da interdisciplinaridade: a experiência do projeto tema em foco

Autores

  • João Paulo Gomes de Vasconcelos Aragão Instituto Federal da Paraíba, Campus Esperança.
  • Hugo Vinícius Gomes Dutra Instituto Federal da Paraíba, Campus Esperança.

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6494

Palavras-chave:

Educação ambiental, extensão, interdisciplinaridade.

Resumo

A finalidade deste artigo é refletir caminhos para a educação ambiental a partir das concepções de extensão e interdisciplinaridade, observadas na experiência do projeto “Tema em foco: meio ambiente & sociedade em questão”, realizado no âmbito do Instituto Federal da Paraíba. Esta ação promoveu o debate e a reflexão acerca da questão ambiental e sua relação intrínseca com a sociedade. Para tanto, utilizou-se o modelo de debate do programa Roda Viva da TV Cultura, aplicando-o em diferentes unidades do IFPB. A proposta contribuiu na viabilização de ações interinstitucionais, na utilização do debate interdisciplinar como ferramenta de extensão e no fomento de estudos sobre temas ambientais. O projeto apontou a viabilidade de ações de educação ambiental nas escolas pautadas nas concepções de extensão e interdisciplinaridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Gomes de Vasconcelos Aragão, Instituto Federal da Paraíba, Campus Esperança.

Licenciado em Geografia e especialista em Gestão Ambiental pela Universidade de Pernambuco. Mestre e doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Ciências Geográficas. Professor do Instituto Federal da Paraíba.

Hugo Vinícius Gomes Dutra, Instituto Federal da Paraíba, Campus Esperança.

Estudante do curso Técnico em Informática Integrado ao Médio.

Downloads

Publicado

2018-01-02

Como Citar

Aragão, J. P. G. de V., & Dutra, H. V. G. (2018). Caminhos para a Educação Ambiental através da extensão e da interdisciplinaridade: a experiência do projeto tema em foco. Ambiente &Amp; Educação, 22(1), 275–292. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6494

Edição

Seção

Artigos