A representação social de meio ambiente como ponto de partida para ações de Educação Ambiental uma ocupação irregular como espaço de educação não escolar

Autores

  • Roberta Soares da Rosa Universidade Federal do Rio Grande - FURG Feevale
  • Karine dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6249

Palavras-chave:

educação ambiental, representação, educação não escolar

Resumo

Este artigo trata de estudo a respeito da representação social de meio ambiente presente entre os moradores de ocupações irregulares de periferia urbana. O objetivo foi diagnosticar a representação social de Meio Ambiente sob a ótica dos moradores da Vila Santo André no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com a finalidade de orientar as ações de Educação Ambiental realizadas no âmbito não escolar dentro programa “Consumo Responsável II” do Departamento Municipal de Água e Esgoto – DMAE. O investimento em um processo de análise e interpretação das representações sociais constitui estratégia pedagógica a ser considerada na elaboração de propostas de intervenção junto a determinados grupos. A análise aqui proposta revelou outros temas que não estavam previstos nos planos de trabalho. Além disso, refletiu no alcance do objetivo inicial do projeto que era fortalecer a participação dos sujeitos nos processos de organização comunitária, tanto para a manutenção das conquistas de infraestrutura, quando para o investimento coletivo na busca por outras demandas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Soares da Rosa, Universidade Federal do Rio Grande - FURG Feevale

Bióloga Mestra em Educação, aluna da pós-graduação em Educação ambiental - EaD da Furg Supervisora no CPCDNH - Feevale

Karine dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Educadora Social, Doutora em Educação pela UNISINOS, professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; integrante do Coletivo de Educação Popular e Pedagogia Social – CEPOPES/UFRGS e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação não Escolar/FEEVALE

Downloads

Publicado

2018-01-02

Como Citar

Rosa, R. S. da, & Santos, K. dos. (2018). A representação social de meio ambiente como ponto de partida para ações de Educação Ambiental uma ocupação irregular como espaço de educação não escolar. Ambiente &Amp; Educação, 22(1), 183–197. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6249

Edição

Seção

Dossiê Temático Educação Ambiental Não Formal