Desenvolvimento da Educação Ambiental entre alunos do curso profissionalizante em Automação Industrial do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, a partir do enfoque CTS

Autores

  • Mauro Sérgio Teixeira Araújo Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL
  • Ricardo Formenton Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP, campus Guarulhos.

Palavras-chave:

Ensino Profissionalizante, CTS, Fontes de Energia Automotiva, Educação Ambiental.

Resumo

Este artigo analisa algumas contribuições de abordagens de ensino da Física alinhadas ao movimento Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) para o desenvolvimento de elementos de Educação Ambiental entre alunos do curso profissionalizante em Automação Industrial do IFSP, campus Guarulhos. Entre os objetivos, visamos despertar a conscientização sobre impactos sócio-ambientais advindos da Ciência e Tecnologia (C&T), empregando uma pluralidade de ações pedagógicas envolvendo 108 alunos na disciplina Máquinas Elétricas. Utilizamos a abordagem temática “Fontes de Energia Automotiva”, alavancando reflexões acerca dos impactos da C&T sobre o meio ambiente como aspectos da qualidade de vida e sua relação com sistemas de produção e consumo, efeitos dos processos de produção de energia, bem como impactos ambientais de nossas ações diárias na cidade onde moramos ou trabalhamos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro Sérgio Teixeira Araújo, Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL

Docente e Pesquisador do departamento de pós-graduação da UNICSUL

Ricardo Formenton, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP, campus Guarulhos.

Docente do departamento da Indústria do curso de Automação Industrial.

Downloads

Publicado

2014-07-25

Como Citar

Araújo, M. S. T., & Formenton, R. (2014). Desenvolvimento da Educação Ambiental entre alunos do curso profissionalizante em Automação Industrial do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, a partir do enfoque CTS. Ambiente &Amp; Educação, 18(2), 161–182. Recuperado de https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/3993

Edição

Seção

Artigos