Educação Ambiental na percepção de uma comunidade de pescadores artesanais na costa Paraense

Autores

  • Elida Moura Figueiredo

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Área de Proteção Ambiental, Amazônia, Comunidades pesqueiras

Resumo

O estudo é resultado de pesquisas realizadas de 2005 a 2006, na APA Algodoal Maiandeua, ilha localizada no município de Maracanã, litoral nordeste do estado do Pará, área mais conhecida como Zona do Salgado. Na pesquisa buscou-se identificar as ações de educação ambiental implementadas em duas comunidades da ilha (Fortalezinha e Mocooca), no sentido de analisar as mudanças de hábitos ocorridas na população da área a partir de tais ações. Os dados foram obtidos por meio de pesquisa de campo, com aplicação de questionários previamente elaborados, entrevistas e conversas informais junto à população local. As informações levantadas foram tabuladas e posteriormente analisadas com vistas a identificar ações e possíveis transformações na vida cotidiana e no ambiente das comunidades que fazem parte da APA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elida Moura Figueiredo

Bibliotecária, Especialista em Meio Ambiente, Mestre em Ciências Ambientais. Servidora da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Estado do Pará (SEDECT)

Downloads

Publicado

2011-12-13

Como Citar

Figueiredo, E. M. (2011). Educação Ambiental na percepção de uma comunidade de pescadores artesanais na costa Paraense. Ambiente &Amp; Educação, 16(1), 159–174. Recuperado de https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/1687

Edição

Seção

Artigos