Projeto de Educação Ambiental para os recursos hídricos do Parauninha: comunidades ribeirinhas como cidadãos ambientais promotores de sustentabilidade na região do Parque Estadual da Serra do Intendente

Autores

  • André Rocha Franco Pesquisador da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) pelo Grupo de Pesquisa do CNPQ Sociedade & Meio Ambiente / Mestrando da Universidade Federal de Minas Gerais no Instituto de Geociências (IGC/UFMG)
  • Gustavo Amaral Cardoso de Morais PUC Minas
  • Miguel Ângelo Andrade PUC Minas
  • Geraldo Tadeu Rezende Silveira PUC Minas

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Metodologia Participativa, Recursos Hídricos.

Resumo

A região da sub-bacia do rio Parauninha, exemplo de espaço impactado por ações antrópicas, deve ser conservada e percebida como fonte natural que nutre os moradores com seus recursos. Este projeto realizou-se por meio de metodologias – Planejamento, Processo e Produto e de Diagnóstico Rápido Participativo – que promoveram a participação democrática, a responsabilidade socioambiental e o resgate de saberes tradicionais locais. Os primeiros resultados, reveladores de percepções ambientais, identificaram temas relacionados ao contexto socioambiental. A partir desse momento de reconhecimento, almejou-se discutir e construir, coletivamente, soluções possíveis para a promoção da sustentabilidade e a reversão dos impactos negativos identificados com a comunidade do Parauninha, em Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais, Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Rocha Franco, Pesquisador da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) pelo Grupo de Pesquisa do CNPQ Sociedade & Meio Ambiente / Mestrando da Universidade Federal de Minas Gerais no Instituto de Geociências (IGC/UFMG)

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado, ênfase em Educação Ambiental, e Licenciatura Plena - pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. É mestrando no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais do Instituto de Geociências da UFMG, sob a orientação da Profa. Dra. Úrsula Ruchkys de Azevedo. Atua como consultor técnico no Projeto do Geopark Quadrilátero Ferrífero (candidato à Rede Mundial de Geoparks da UNESCO), junto à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SECTES/MG, com propostas de desenvolvimento dos geossítios através de mobilização social das prefeituras e comunidades dos municípios inseridos no território do Quadrilátero Ferrífero, de educação ambiental e patrimonial e de comunicação social e captação de recursos. Atua, também, como: colaborador de projetos junto ao Centro de Integração para a Sustentabilidade Ambiental - CISAL e à Sistêmica - Empresa Júnior de Biologia (PUC Minas); responsável pela articulação, animação e manutenção da Rede Socioambiental APA SUL RMBH, por meio da dinânima virtual e comunicação ambiental realizada no Portal da Rede - www.redeapasul.com.br; e com projetos de educação ambiental, capacitação e elaboração de redes sociais em comunidades tradicionais, em especial na Comunidade do Parauninha - Conceição do Mato Dentro, integrando a Rede Socioambiental e Cultural do Parauninha (Projeto Fapemig APQ-02511-11 - Edital 07/2011 - Extensão em Interface com a Pesquisa). Atua, principalmente, com Educação Ambiental e Patrimonial, Comunicação Socioambiental, Áreas Protegidas, Conflitos e Diagnósticos Socioambientais, Mobilização Socioparticipativa, Design Gráfico, Webdesign e outros serviços gráficos e técnicos na área socioambiental. É membro componente do Grupo de Pesquisa CNPQ - Sociedade e Meio Ambiente. Elabora e executa projetos na área socioambiental.

Gustavo Amaral Cardoso de Morais, PUC Minas

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado, ênfase em Educação Ambiental, e Licenciatura Plena pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Pós-graduação Lato Sensu em Estudos de Impacto e Licenciamento em Mineração e Grandes Empreendimentos pelo IEC/PUC Minas.

Miguel Ângelo Andrade, PUC Minas

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1994) e Especialização em Planejamento e Gestão Ambiental. Tem mestrado em Tratamento da Informação Espacial - Geografia, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2007), na área de Análise Ambiental. É fotógrafo, atuando com documentação científica e publicações nesta área. É professor e Chefe do Departamento de Ciências Biológicas e coordenador do Curso de Ciências Biológicas da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Atua na área de Educação Ambiental, Mobilização Social e com Áreas Protegidas, com ênfase em Planejamento e Gestão Ambiental. É vice-coordenador do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço - UNESCO - Programa Man and Biosphere.

Geraldo Tadeu Rezende Silveira, PUC Minas

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988); mestrado em Engenharia Civil - Saneamento e Recursos Hídricos pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (1993); mestrado em Matrîse en Engeniérie de l'Environnement - Ecole Polytechnique Federale de Lausanne EPFL/Suiça (1995) (título revalidado pela UFMG); doutorado em Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais (2003) e pós-doutorado em Engenharia Ambiental pela North Carolina A&T State University, Estados Unidos (2009). Pela Hydroaid, Itália, realizou o curso de especialização em coleta seletiva e reciclagem de resíduos doméstico (2010) e realiza, em 2012, o curso Technical Course on Planning for Sustainability. Atualmente é professor adjunto IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. De 2001 a 2005 foi coordenador do departamento de saneamento básico e ambiental do Instituto Politécnico (IPUC) da PUC Minas. De 2012 a 2014, é professor membro do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Engenharia Civil da PUC Minas. Atua na área de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Resíduos Sólidos e Saneamento, com ênfase em gestão de recursos hídricos, gestão de resíduos sólidos e educação ambiental. É avaliador institucional e de cursos do INEP/MEC. Leciona na Pós-Graduação SENAC em Gestão Ambiental. Com fomento da Fapemig, coordena, atualmente, dois projetos de pesquisa - um de educação ambiental na bacia do rio Parauninha (MG) e outro de desenvolvimento de tecnologia de geração de energia eólico-solar para plataformas de petróleo. Com fomento do Governo do Estado de Minas Gerais, coordena a área de meio ambiente do projeto rio das Velhas Sem Lixão. Na iniciativa privada, trabalhou no CETEC (1996/98), no SENAI/FIEMG (1998/99), nas Agences de l´Eau Adour-Garonne e Loire Bretagne - França (1999) e na CODEMIG//Fundação Gorceix (1999/2005). É consultor na área de educação e avaliação do MEC/INEP - BNI Enade 2010, 2011 e 2012.

Downloads

Publicado

2014-07-25

Como Citar

Franco, A. R., Morais, G. A. C. de, Andrade, M. Ângelo, & Silveira, G. T. R. (2014). Projeto de Educação Ambiental para os recursos hídricos do Parauninha: comunidades ribeirinhas como cidadãos ambientais promotores de sustentabilidade na região do Parque Estadual da Serra do Intendente. Ambiente &Amp; Educação, 18(2), 15–36. Recuperado de https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/2938

Edição

Seção

Artigos