Uso do Storytelling na educação ambiental para sensibilizar crianças sobre as arraias de água doce

Yara Gomes Corrêa, Carla Simone Seibert

Resumo


Os encontros frequentes entre as arraias de água doce e os seres humanos, às margens dos reservatórios de Usinas Hidrelétricas da Bacia Tocantins-Araguaia, nem sempre são amistosos. Este artigo objetivou desenvolver, com vistas à aplicação, o uso do storytelling no contexto da educação ambiental para sensibilizar o público infantil das escolas públicas estaduais e ribeirinhas do reservatório do lago da Usina Hidrelétrica do Lajeado, orla de Porto Nacional – TO, sobre a relação entre os seres humanos e as arraias de água doce. Os resultados indicaram que a metodologia do storytelling, aliados à popularização da ciência e à interdisciplinaridade, na educação ambiental, se mostrou eficaz para o público infantil. Os participantes se identificaram no contexto situacional real e no contexto criado, corroborando com a literatura. Concluiu-se que houve aceitação dos participantes da pesquisa-ação, bem como a introjeção satisfatória por parte do público alvo, validando-se o uso do storytelling na educação ambiental para aplicação em sensibilizações similares.

Palavras-chave


Interdisciplinaridade. Contação de Histórias. Popularização da Ciência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i1.7688

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter