Políticas públicas de Educação AmbIental da Secretaria Estadual de educação de Santa Catarina : uma análise crítica

Adriana Lima Moraes, Carlos Frederico Bernardo Loureiro

Resumo


O presente artigo analisa o processo de construção das políticas públicas de educação ambiental da Secretaria de Educação de Santa Catarina, tomando como ponto de partida o ano 1991, quando da elaboração de sua primeira proposta curricular. Para tanto, a pesquisa utilizou como procedimento metodológico a análise documental. O argumento orientador parte do entendimento das políticas públicas de educação ambiental enquanto constitutivas e constituídas pelas políticas de educação que são configuradas sob certa conformação do Estado. O artigo conclui que as políticas de educação ambiental, em termos discursivos, aglutinam, sem mediação crítica, princípios educacionais de diferentes matrizes de pensamento (histórico-crítica, sistêmica, pragmática etc.), e são promovidas sob os preceitos do Estado gerencial e da ideologia da Terceira Via.

Palavras-chave


Educação Ambiental, Política Pública, Secretaria de Educação de Santa Catarina.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i2.6729

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter