Uma análise da Educação Ambiental no contexto formativo de um curso técnico em meio ambiente em São Luís-MA

Autores

  • Carlos Erick Brito de Sousa Universidade Federal do Maranhão
  • Julio Cesar Coimbra de Oliveira Arruda Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.13669

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Macrotendências, Curso Técnico, Meio Ambiente, Formação profissional

Resumo

A Educação Ambiental é uma área em ascensão, possuindo uma diversidade de abordagens político-pedagógicas. Uma das propostas para a sua categorização é a de macrotendências, com as vertentes conservacionista, pragmática e crítica. Nesse contexto, este trabalho visa a investigar como se processa a Educação Ambiental no contexto formativo de Curso Técnico de Meio Ambiente, em São Luís – MA. A pesquisa é qualitativa, contemplando a análise de documentos e realização de entrevistas com docentes do curso. Os resultados demonstram que predominam, na realidade estudada, as macrotendências conservacionista e pragmática, denotando a necessidade de maior reflexão sobre o currículo, a atuação docente e possibilidades de reformulação do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Erick Brito de Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Doutor em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Professor Adjunto do Departamento de Biologia e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Líder do Grupo de Pequisa em Educação, Divulgação Científica e Ambiente (DiCEA/UFMA).

Julio Cesar Coimbra de Oliveira Arruda, Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro do Grupo de Pesquisa em Educação, Divulgação Científica e Ambiente (DiCEA/UFMA).

Referências

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

CASTRO, R. S.; BAETA, A. M. B. Autonomia intelectual: condição necessária para o exercício da cidadania. In: Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez, 2005. p 99- 108.

COMUNELLO, L. N. Campo ambiental, habitus ecológico e aprendizagem situada: contribuições para a Educação Ambiental. In: X ANPED Sul, 2014. Anais... Florianópolis: X ANPED Sul, 2014. p. 1-15.

CRIBB, S. L. S. P. Educação Ambiental através da horta escolar: algumas possibilidades. Educação Ambiental em Ação, Novo Hamburgo - RS, n. 62, jan. 2018. Disponível em: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=2984. Acesso em: 10/01/2021.

DUARTE, R. Entrevistas em Pesquisas Qualitativas. Educar, Curitiba, n. 24, p. 213-225, jan. 2004.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GUIMARÃES, M; GRANIER, N. B. Educação Ambiental e os processos formativos em tempos de crise. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 17, n. 55, p. 1574-1597, out.-dez. 2017.

LAYRARGUES, P. P. Muito além da natureza: educação ambiental e reprodução social. In: LOUREIRO, C. F.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Pensamento complexo, dialética e Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, 2006. p. 72-102.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. C. Mapeando as macrotendências político-pedagógicas da Educação Ambiental contemporânea no Brasil. In: VI Encontro Pesquisa em Educação Ambiental, 2011. Anais... Ribeirão Preto: VI EPEA, 2011. p. 1-15.

LAYRARGUES, P. P. Para onde vai a Educação Ambiental? O cenário político-ideológico da Educação Ambiental brasileira e os desafios de uma agenda política crítica contra-hegemônica. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, p. 388-411, ago.-dez. 2012.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. C. As macrotendências político-pedagógicas da Educação Ambiental. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 23-40, mar. 2014.

LÉO NETO, N. A. A contextualização dos saberes para a descolonização de um ensino de Biologia que reconheça as identidades e diferenças. Revista Entreideias, Salvador, v.7, n. esp., p. 23-42, 2018.

LIMA, M. J. G. S. A Educação Ambiental Crítica e o conceito de sociedade civil em Gramsci: estratégias para o enfrentamento da crise socioambiental. Sinais Sociais, Rio de Janeiro, v. 4, n. 12, p. 58-89, jan.-abr. 2010.

LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P. Educação Ambiental nos anos 90. Mudou, mas nem tanto. Políticas Ambientais, Rio de Janeiro, v. 9, n. 5, 2001.

LOUREIRO, C. F. B. Educação Ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez, 2005. p. 69-98.

LOUREIRO, C. F. B. Educação ambiental crítica: contribuições e desafios. In: MELLO, S.; TRAJBER, R. (Org.). Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em Educação Ambiental. Brasília: MEC, 2007. p. 65-73.

LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P. Ecologia política, justiça e Educação Ambiental Crítica: perspectivas de aliança contra-hegemônica. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 53-71, jan./abr. 2013.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela Análise Textual Discursiva. Ciência e Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, jan.-out. 2003.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2016.

OLIVEIRA, A. L.; GUIMARÃES, M. Da práxis participativa à Educação Ambiental crítica: análises de educadores ambientais da Baixada Fluminense. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão – SE, v. 5 n. 8, p. 11-26, jan.-jun. 2012.

OPOLSKI, C. A.; LEME, R. C. B. Educação Ambiental: uma reflexão necessária. Revista Perspectiva Geográfica, Marechal Cândido Rondon – PR, v. 10, n. 13, p. 134-144, jul.-dez., 2015

QUEIROZ, E. D.; PLÁCIDO, P. O. Um olhar para a formação de professores a partir da Educação ambiental crítica. In: XVI Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino, 2012. Anais... Campinas: ENDIPE, 2012.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental. São Paulo: Brasiliense, 2006.

SANTOS, J. A.; TOSCHI, M. S. Vertentes da Educação Ambiental: da conservacionista à crítica. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, Anápolis – GO, v.4, n.2, p. 241-250, jul.-dez. 2015.

SAUVÉ, L. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 317-322, maio-ago. 2005.

SOUZA, J. P. T.; BAGNOLO, C. M. Educação Ambiental e água: os diferentes olhares e perspectivas dentro da gestão pública. Ambiente & Educação, São Paulo, v. 22, n. 1, p. 165-182, 2017.

SPAZIANNI, M. L. A formação de educadores ambientais para sociedades sustentáveis: memórias do processo de elaboração do projeto-piloto de um curso de especialização. Revista Brasileira de Educação Ambiental, Brasília, n. 0, p. 39-46, nov. 2004.

Downloads

Publicado

2022-08-03

Como Citar

Brito de Sousa, C. E., & Coimbra de Oliveira Arruda, J. C. . (2022). Uma análise da Educação Ambiental no contexto formativo de um curso técnico em meio ambiente em São Luís-MA. Ambiente &Amp; Educação, 27(1), 1–29. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.13669