A educação popular em uma perspectiva contra hegemônica: reflexões acerca do capitalismo e as questões socioambientais

Priscilla Pantoja do Nascimento Brandão, Marcelo Conceição da Rocha Campos, Ângela do Céu Ubaiara Brito

Resumo


Neste trabalho analisou-se os desdobramentos socioambientais e mazelas sociais decorrentes do projeto ICOMI, no Igarapé da Fortaleza-AP, fazendo um diálogo com a educação popular. Investigou-se quais as contribuições da educação popular, como instrumento de emancipação do indivíduo – que podem ser um caminho para atenuar as questões socioambientais no Igarapé da Fortaleza-AP? A metodologia se alicerçou no paradigma qualitativo, subsidiada pela pesquisa bibliográfica. Identificou-se que a ocupação das áreas do Igarapé da Fortaleza-AP, a partir do desenvolvimento de atividades econômicas, colaborou, para o aumento dos problemas socioambientais. O estudo contribuiu para identificar que as propostas de empoderamento popular se configuram como um diálogo e reflexões que podem minimizar os problemas sociais, e de libertação, pautados na educação popular.

Palavras-chave


Capitalismo. Educação popular. Contra-hegemonia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i1.7936

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter