<b>A construção do conhecimento em crianças do período sensório-motor: relato de uma experiência com educadoras de creche</b>

Autores

  • Vicente E. R. Marcal
  • Rita Melissa Lepre

Palavras-chave:

Ação, Esquema de ação, Aquisição de conhecimento, Sensório-motor

Resumo

O presente artigo apresenta um relato de experiência que teve como objetivo a formação continuada com as educadoras do Centro de Convivência Infantil da UNESP. A partir das noções da Epistemologia Genética como: ação, esquema de ação, adaptação, acomodação e assimilação buscamos fundamentar o trabalho docente com crianças entre 0 e 24 meses. Apresentamos, portanto, como resultado prático da aplicação dos conhecimentos das noções definidas na Epistemologia Genética, o trabalho de formação continuada com as educadoras do Centro de Convivência Infantil da UNESP e a consequente tomada de consciência do desenvolvimento infantil relatada por essas educadoras ao adotarem a perspectiva epistemológica piagetiana em seu trabalho cotidiano com crianças sensório-motoras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vicente E. R. Marcal

Professor Assistente de Filosofia do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Rondônia.

Rita Melissa Lepre

Professora Assistente Doutora do Departamento de Educação

Downloads

Publicado

2011-09-03

Como Citar

Marcal, V. E. R., & Lepre, R. M. (2011). &lt;b&gt;A construção do conhecimento em crianças do período sensório-motor: relato de uma experiência com educadoras de creche&lt;/b&gt;. Momento - Diálogos Em Educação, 19(2), 37–46. Recuperado de https://periodicos.furg.br/momento/article/view/1454

Edição

Seção

Artigos