O conhecimento escolar como reimaginação da cultura: articulando diferenças a partir da escola

Luis Paulo Cruz Borges

Resumo


O conhecimento escolar como reimaginação da cultura constitui o objeto de estudo deste ensaio. Com ele busca-se articular o debate em torno do eixo: currículo, identidade e diversidade/diferença, entendendo a centralidade do conhecimento no jogo político na atualidade. A escola e o currículo, aqui, são entendidos como produtores de diferenças. O conceito de diferença é requerido como permanente mote de produção de subjetividades nos processos de enunciação da própria ação cultural (BHABHA, 2007). Assim, num primeiro momento conceitua-se o conhecimento escolar, entre o crítico e o pós-crítico, entendo que tais dimensões estão pautadas a partir da ideia da escola como produtora de diferença. Argumenta-se que o conhecimento escolar é (re)imaginação da cultura. No segundo momento, trabalha-se a partir da ideia de que a escola moderna está sob rasura e vem apresentando possibilidades analíticas importantes para repensarmos o papel do conhecimento num projeto de disputa de significação e hegemonias. À guisa de conclusão, assume-se que a reimaginação do conhecimento, e da própria escola, pode ser encarada como uma política de produção curricular.

Palavras-chave


Conhecimento escolar. Escola. Cultura. Currículo e diferença.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, W. B. A Escola no Espelho: as representações do aluno. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012. 158 p.

APPADURAI, A. Entrevista com Arjun Appadurai. Concedida a Bianca Freire-Medeiros e Mariana Cavalcanti. Berlin, 13 de junho de 2008, Est. His. Rio de Janeiro, vol.23, n.45, p. 187-197, 2010.

APPADURAI, A. Museus são bons: o patrimônio em cena na Índia. Revista MUSAS, n. 03, p.10-26, 2007.

APPADURAI, A. Modernity at large: cultural dimensions of globalization. Minneapolis: University of Minnesota Press, (1996) ed.2003.

BERNSTEIN, B. A estruturação do discurso pedagógico. Classe, códigos e controle. Petrópolis: Vozes, 1996.

BHABHA, H. O local da Cultura. 4reimp. Belo Horizonte: EDUFMG, 2007.

BORGES, L. P. C. Tecendo diálogos & construindo pontes: a formação docente entre a escola e a universidade. 2011. 132f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2011.

CANDAU, Vera Maria (Org.). Reinventar a escola. 7ed.Petrópolis: Vozes, 2008.

CHARLOT, Bernard. A Mistificação pedagógica (nova tradução, novo prefácio). 3. ed. São Paulo: Cortez, 2013. v. 1. 415.

CHARLOT, Bernard. Educação e Globalização. Uma tentativa de colocar ordem no debate. Revista Sísifo (Lisboa), v. 4, p. 129-136, 2007.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de estudo. Revista Teoria & Educação, n.2, p. 177-229, 1990.

DUBET, François. Quando o sociólogo quer saber o que é ser professor. Entrevista com François Dubet. Revista Espaço Aberto, maio/jun/jul/ago, n.5; set/out/Nov/dez, n.6; p. 222-231, 1997.

FORQUIN, Jean-Claude. Escola e cultura. As bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

GABRIEL, C. Conhecimento escolar e emancipação: uma leitura pós-fundacional. Revista Cadernos de pesquisa, v. 46, p. 104-130, 2016.

GABRIEL, Carmen Teresa; MORAES, L. M. S. Conhecimento escolar e conteúdos: possibilidades de articulação nas tramas da didatização. In: GABRIEL, Carmen Teresa; MORAES, Luciane Stumbo. (Org.). Currículo e Conhecimento: diferentes perspectivas teóricas e abordagens metodológicas. 1ed.Petrópolis: DePetrus/FAPERJ, 2014, v. 1, p. 23-42.

GABRIEL, C. T. Conhecimento escolar, cultura e poder: desafios para o campo do currículo em tempos de “pós”. In: MOREIRA, A.F.; CANDAU, V.M,. (Org.). Multiculturalismo. Diferenças Culturais e Praticas pedagógicas. 10ed.Petrópolis: Editora Vozes, 2013, v. 1, p. 212-245.

GABRIEL, Carmen Teresa. Conhecimento escolar, cultura e poder: desafios para o campo do currículo em “tempos pós”. in CANDAU, V. M. & MOREIRA, A. F. Multiculturalismo, diferenças culturais e práticas pedagógicas. Editora Vozes, Petrópolis/RJ, 2008.

HALL, Stuart. A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 22, nº2, p. 15-46, jul./dez. 1997.

LOPES, A. R. C.; MACEDO, E. Teorias de Currículo. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2011. v. 1. 279p .

LOPES, A. C. Conhecimento escolar e conhecimento científico: diferentes finalidades, diferentes configurações. In: LOPES, A. C. Currículo e epistemologia. Ed. Unijuí, p. 187-204, 2007.

LOPES, A. C. A articulação entre conteúdos e competências em políticas de currículo para o ensino médio. LOPES, A. C.; MACEDO, E. F.; TURA, M. L. R.; LEITE, C. (orgs). Políticas educativas e dinâmicas curriculares no Brasil e em Portugal. Petrópolis: RJ, DP et Allii: FAPERJ, p. 189-213, 2008

LOPES, A. C. Conhecimento escolar: ciência e cotidiano. 1ed. Rio de Janeiro: Editora da UERJ, 1999. 236p.

MACEDO, E. F. Currículo, cultura e diferença. In: LOPES, A. C.; ALBA, A. (Orgs.) Diálogos curriculares entre Brasil e México. Rio de Janeiro: EdUerj, p. 83-104, 2014.

MACEDO, E. F. Currículo e hibridismo: para politizar o currículo como cultura. Educação em Foco (Juiz de Fora), Juiz de Fora, v. 8, n. 1 e 2, p. 13-30, 2004a.

MACEDO, E. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de Educação. V.11, n. 32, p. 285-292, 2004b.

MATTOS, C. L. G. de. Etnografia na escola: duas décadas de pesquisa sobre o fracasso escolar no ensino fundamental. In: MATTOS, C. L. G & FONTOURA, H. A. da. (Orgs) Educação e Etnografia: relatos de pesquisa. Rio de Janeiro, EdUERJ, p.11-30, 2009.

MIGNOLO, W. D. O pensamento liminar e a transformação do conhecimento. In Histórias locais /projetos globais – colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Tradução de Solange Ribeiro de Oliveira. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

PEREIRA, T. V. Conhecimento escolar & trabalho docente. In: Rita de Cassia Prazeres Frangella (org.) Currículo, formação e avaliação: redes de pesquisas em negociação. Curitiba: CRV, p. 31-45, 2016.

YOUNG, M. O currículo do futuro: da nova sociologia da educação a uma teoria crítica do aprendizado. Campinas: Papirus, 2000.

YOUNG, M. Para que servem as escolas? Educação & Sociedade, Campinas, vol. 28, n. 101, p. 1287-1302, 2007.

YOUNG, M. O futuro da educação em uma sociedade do conhecimento: o argumento radical em defesa de um currículo centrado em disciplinas. Revista Brasileira de Educação. V.16, n. 48, p. 609-623, 2011.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v27i2.6805

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ