Cinema e Educação Ambiental: interlocuções a partir de um estudo de recepção do filme Avatar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i1.8132

Palavras-chave:

Avatar, Cinema e Ambientalismo, Educação Ambiental, Educação e Cinema, Estudos de Recepção.

Resumo

O presente artigo apresenta dados de uma pesquisa realizada em 2010 com estudantes do 7º, 8º e 9º ano do Ensino Fundamental. Na ocasião, foi aplicado um questionário junto a 76 sujeitos que abordava questões relativas à percepção de certos aspectos presentes no filme Avatar, de James Cameron. O trabalho se vale, principalmente, das contribuições teóricas de Humberto Maturana e Elizabeth Ellsworth. O primeiro ajuda a fundamentar a prática educativa em educação ambiental enquanto um processo voltado para a mudança de conduta numa perspectiva de sensibilização ambiental. A segunda contribui com a análise dos dados na medida em que aponta caminhos para um diálogo entre aspectos referentes ao endereçamento da película e sua recepção. Por fim, a partir da pesquisa realizada, sugere-se algumas abordagens para o uso pedagógico do filme.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Avila colla, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Bacharel em Comunicação Social, habilitação em Relações Públicas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Especialista em Pedagogia da Arte pela UFRGS. Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Doutor em Educação pela PUCRS.

Downloads

Publicado

2019-05-28

Como Citar

Avila colla, R. (2019). Cinema e Educação Ambiental: interlocuções a partir de um estudo de recepção do filme Avatar. Ambiente &Amp; Educação, 24(1), 223–234. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v24i1.8132

Edição

Seção

Artigos