O Contrato Animal

Autores

  • Humberto Calloni Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Rio Grande, RS
  • Karine Ferreira Sanchez Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.5881

Palavras-chave:

Contrato. Relação homem/natureza. Superpopulação.

Resumo

Resenha da obra "O Contrato Animal" de Desmond Morris. Trata-se de alertar a humanidade para o grave risco que corre em "utilizar-se" da natureza não mais como meio de sobrevivência necessária, mas de destruí-la e degradá-la a ponto de romper com o contrato tácito entre homem-animal selvagem/domesticado, ou seja, de não respeitar os limites de um acordo milenar instituído pelos nossos antepassados históricos e assim valer-se dos outros animais como objetos a seu dispor. É uma obra que convida à reflexão da nossa arrogância antropocêntrica que ignora, ainda que com certos avanços, a "simbiose" entre todos os elementos vitais, a importância dos animais e sua preservação com dignidade e respeito. Finalmente, a superpopulação humana do planeta Terra força os animais selvagens a serem destituídos de seus habitas naturais, além de serem barbaramente massacrados pelos humanos em eventos lúdicos ainda existentes e outros expedientes inenarráveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Calloni, Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Rio Grande, RS

Atualmente é Professor do Universidade Federal do Rio Grande, doutorado em Educação pela Universidade Federal do RS - UFRGS. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa da Complexidade - GEC/FURG/CNPq

Mais informações: Currículo Lattes

Karine Ferreira Sanchez, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental - PPGEA/FURG.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-01-02

Como Citar

Calloni, H., & Sanchez, K. F. (2018). O Contrato Animal. Ambiente &Amp; Educação, 22(1), 368–371. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.5881

Edição

Seção

Resenhas