"Verde que te quero verde": a inserção do adjetivo Ambiental na nomenclatura dos cursos de Graduação em Engenharia Agrícola das Universidades Públicas do Estado do Rio de Janeiro.

Autores

  • Vanessa Marcondes de Souza Doutoranda do Programa de Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Joel de Araujo Universidade Federal Fluminense

Palavras-chave:

Meio Ambiente, Engenharia Agrícola e Ambiental, Currículo, Instituição de Ensino Superior.

Resumo

A demanda crescente por profissionais habilitados a trabalhar com as questões ambientais aumentou consideravelmente o número de cursos Ambientais nos últimos anos. Cursos tradicionais passaram a inserir o adjetivo ambiental no seu nome, como os cursos de graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental da UFF e da UFRJ. Assim, o objetivo desse artigo é apresentar as mudanças ocorridas nesses cursos, após a inserção do adjetivo ambiental, bem como, discutir a compreensão sobre as questões ambientais dentro dos mesmos. A metodologia utilizada foi a análise documental e entrevistas com os coordenadores de cursos. A composição do corpo docente é formada em sua maioria por engenheiros com diferentes titulações e são poucas as disciplinas voltadas para o meio ambiente na grade curricular obrigatória. A percepção do meio ambiente predominante nesses cursos é naturalista e/ou antropocêntrica. Prioriza-se a resolução das questões ambientais através de soluções técnicas sem criticas e discussões ao sistema hegemônico vigente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Marcondes de Souza, Doutoranda do Programa de Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Licenciada e Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em Ciência Ambiental (PGCA - UFF). Doutoranda em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social (EICOS - UFRJ).

Joel de Araujo, Universidade Federal Fluminense

Geógrafo pela UFF. Mestrado em Ciência Ambiental (PGCA - UFF). Doutorado em Educação (UFRJ).

Downloads

Publicado

2015-09-01

Como Citar

Souza, V. M. de, & Araujo, J. de. (2015). "Verde que te quero verde": a inserção do adjetivo Ambiental na nomenclatura dos cursos de Graduação em Engenharia Agrícola das Universidades Públicas do Estado do Rio de Janeiro. Ambiente &Amp; Educação, 19(1), 129–150. Recuperado de https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/4203

Edição

Seção

Artigos