<b>Artes visuais, tecnologia e educação: experiências pedagógicas com o retroprojetor na sala de aula</b>

Autores

  • Ângela Balzano Neves
  • Maristani Polidori Zamperetti

Palavras-chave:

Artes Visuais, Retroprojetor, Tecnologia, Trabalho coletivo

Resumo

Este artigo aborda uma pesquisa sobre o uso das tecnologias na escola através de experiências com o retroprojetor utilizado como tecnologia investigativa de estudo na disciplina de Artes Visuais, com turmas de adolescentes de escolas públicas de Pelotas/RS. Apesar de ser um recurso tecnológico antigo, observou-se a subutilização do retroprojetor na escola, sendo ainda desconhecido por alunos e professores. Através da pesquisa de materiais, os estudantes experienciaram as possibilidades estéticas da descoberta da luz, transparência e opacidade, exercitando a expressão e a criatividade nas propostas realizadas. Transcendendo o seu uso convencional, o retroprojetor foi resignificado e valorizado nas suas potencialidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela Balzano Neves

Mestranda em Educação (PPGE-FaE-UFPel), Especialista em Metodologia do Ensino e da Pesquisa em Arte. Professora de Artes Visuais na rede pública estadual e municipal, Pelotas/ RS.

Maristani Polidori Zamperetti

Doutoranda em Educação – Formação de Professores: Processos, Ensino e Práticas Educativas e Mestre em Educação (PPGE-FaE/UFPel). Professora de Artes Visuais na Escola Municipal de Ensino Fundamental Almirante Raphael Brusque, Pelotas/RS. Pesquisadora vinculada ao Grupo de Pesquisa Educação, comunicação e formação de professores da FaE/UFPEL.

Downloads

Publicado

2011-09-03

Como Citar

Neves, Ângela B., & Zamperetti, M. P. (2011). &lt;b&gt;Artes visuais, tecnologia e educação: experiências pedagógicas com o retroprojetor na sala de aula&lt;/b&gt;. Momento - Diálogos Em Educação, 19(2), 9–22. Recuperado de https://periodicos.furg.br/momento/article/view/1421

Edição

Seção

Artigos