Educação ambiental e paradigma da complexidade: as concepções de homem e ambiente na discussão da crise socioambiental

Maria de Fátima Santos da Silva, Humberto Calloni

Resumo


O presente trabalho tem como questão de fundo entender qual o papel da educação ambiental em um contexto de crise, nomeadamente, socioambiental em que estamos inseridos. Trata-se de resgatar a concepção de ambiente e de homem que acreditamos deve permear uma proposta de educação ambiental crítica e complexa. Nesse movimento é vital a contribuição das leituras de Edgar Morin, posto que o mesmo aprofunda a discussão acerca de questões ontológicas, epistêmicas e sociológicas fundamentais para o entendimento do momento presente e suas raízes históricas, ao elevar a complexidade ao status de paradigma. A educação ambiental precisa assumir o compromisso com criatividade, a crítica, a participação, a solidariedade para que cumpra seu papel de constituição de uma sociedade que se paute por valores outros, sonhos outros, possibilidades outras.

Palavras-chave


Educação Ambiental. Complexidade. Ambiente e Ser Humano.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


REDSIS -Revista Didática Sistêmica,ISSN 1809-3108, Rio Grande/RS, Brasil. revdidaticasistemica@furg.br