A arte enquanto espelho da estética: um diálogo entre Platão e Kant acerca das raízes histórico-filosóficas da beleza

André Luiz Portanova Laborde, Cassiano Paes da Silva, Cassiano Paes da Silva, Alessandra Rodrigues Lobo, Alessandra Rodrigues Lobo

Resumo


O presente artigo tem a finalidade de traçar um diálogo entre as concepções de Platão e Immanuel Kant acerca da beleza e do problema do belo. Dessa forma, pretende versar a respeito do sentido que a estética se aproxima da beleza para encaminhar uma discussão tendo por objetivo esclarecer suas possíveis relações com a História e a Filosofia. A intenção desse estudo é de justamente promover a reflexão ao redor da problemática que abarca o belo enquanto ‘mecanismo’ filosófico, propiciando a compreensão fundamental e conceitual do mundo através do caráter hibrido que está contido no debate travado pela filosofia e arte na medida em que regulam e ousam versar a respeito da beleza como forma de representação estética e de manipulação do pensamento humano.

Palavras-chave


Beleza. Cientificidade. Estética. Epistemologia. Filosofia e história.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


REDSIS -Revista Didática Sistêmica,ISSN 1809-3108, Rio Grande/RS, Brasil. revdidaticasistemica@furg.br