Reflexões acerca da proletarização,da profissionalização e do trabalho docente:desafios à formação inicial dos professores

Autores

  • Marlon André da Silva
  • Elisandro Schultz Wittizorecki Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS

Palavras-chave:

Trabalho docente. Profissionalização. Proletarização. Formação inicial.

Resumo

Introdução: O Taekwondo (TKD) é uma arte marcial coreana e esporte olímpico. Além do desenvolvimento físico, exerce grande influência na formação do cidadão através dos seus princípios básicos. Programas que envolveram o TKD foram capazes de gerar diminuição da agressividade, aumento da auto-estima e de valores sociais positivos entre adolescentes. Objetivo: Verificar se a prática de TKD contribui na formação cidadã e no aprimoramento do comportamento social de jovens. Materiais e métodos: Após 12 meses de prática da modalidade, aplicou-se questionário sobre desempenho escolar e comportamento dos praticantes do projeto “Quem Luta Não Briga” aos seus professores e responsáveis. Resultados: De 46 jovens envolvidos (11,1±2,8 anos de idade), 44 obtiveram resultados satisfatórios referentes a comportamentos positivos após o início da prática do Taekwondo. Conclusão: O TKD pode se constituir como estratégia relevante para formação de crianças e jovens

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlon André da Silva

Doutorando em Ciências do Movimento Humano na ESEF/UFRGS. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS).

Downloads

Publicado

2014-02-21

Como Citar

Silva, M. A. da, & Wittizorecki, E. S. (2014). Reflexões acerca da proletarização,da profissionalização e do trabalho docente:desafios à formação inicial dos professores. Revista Didática Sistêmica, 31–42. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/4186

Edição

Seção

Artigos