<b>Respostas hemodinâmicas ao complexo de aquecimento na musculação<b/>

Autores

  • Thiago Lopes Mello Universidade Federal de Pelotas, UFPel
  • Samuel Moura da Rosa
  • Fabrício Boscolo Del Vecchio

Palavras-chave:

Treinamento de força. Aquecimento. Pressão arterial sistólica. Pressão arterial diastólica. Frequência cardíaca.

Resumo

O aquecimento tem sido usado como procedimento preparatório para o treinamento, e geralmente emprega atividades aeróbias cíclicas, mesmo na prescrição do treinamento de resistência (TR). O objetivo do presente estudo foi analisar as modificações de pressão arterial sistólica e diastólica (respectivamente PAS e PAD), frequência cardíaca (FC) e duplo produto (DP=PAS•FC), utilizando Complexo de Aquecimento. Para isto, 12 homens treinados foram avaliados quanto às variáveis hemodinâmicas pré e pós-aquecimento padronizado. Os resultados mostraram alterações significativas de PAS, FC e DP (p < 0,0001), e nenhuma diferença significativa na PAD (p = 0,12). Conclui-se que o procedimento adotado foi eficiente para modificação das variáveis hemodinâmicas avaliadas, e pode ser considerado como estratégia específica de aquecimento para o TR.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Moura da Rosa

In Memorian

Downloads

Publicado

2012-09-18

Como Citar

Mello, T. L., da Rosa, S. M., & Del Vecchio, F. B. (2012). &lt;b&gt;Respostas hemodinâmicas ao complexo de aquecimento na musculação&lt;b/&gt;. Revista Didática Sistêmica, 292–302. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/2772

Edição

Seção

Artigos