MULTICULTURALISMOS E FORMAÇÃO DOCENTE: APROXIMAÇÕES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/rds.v22i2.11691

Palavras-chave:

Palavras chave, multiculturalismo, currículos, educação multicultural, formação docente.

Resumo

Resumo Os estudos sobre multiculturalismo têm contribuído sobremaneira para repensarmos a formação docente. Todavia urge ultrapassarmos os discursos que o qualificam apenas como panaceia. Neste texto exploramos o conceito não como remédio para todos os males, mas como possibilidades de nos posicionarmos no mundo diante das múltiplas culturas que o compõe e na contramão de discursos hegemônicos que inferiorizam culturas não brancas, não eurocêntricas. Construir no contexto da formação docente textos mais democráticos, mais inclusivos, menos etnocêntricos, menos preconceituosos, são apenas alguns dos desafios suscitados pelo multiculturalismo e que os currículos que formam professores têm de lidar permanentemente. O multiculturalismo como entendemos é uma proposta de democratização que respeita e inclui pluralismos, fundamentalmente éticos uma vez que a cultura é variada e multiforme, que questiona os discursos essencialistas identitários, que busca construir sociedades mais justas e igualitárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-06-11

Como Citar

Couto, R. C. do, & ANADON, S. B. (2021). MULTICULTURALISMOS E FORMAÇÃO DOCENTE: APROXIMAÇÕES. Revista Didática Sistêmica, 22(2), 103–116. https://doi.org/10.14295/rds.v22i2.11691