TIPOLOGIA DISCURSIVA POR TROCA DE REPRESENTAÇÃO DE UM SIGNO ARTÍSTICO COMO INDICADOR DE APRENDIZAGEM: UM ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/rds.v22i2.11400

Palavras-chave:

Semiótica, tipologias discursivas, categorias de compreensão, educação científica, sustentabilidade.

Resumo

Descreve-se uma situação com fins didáticos do emprego de um signo artístico na forma de charge capaz de ser conotado dentro da temática Sustentabilidade por estudantes de maneira escrita. Tais manuscritos são analisados e enquadrados segundo critérios tipológicos discursivos. O estudo defende haver associação do aprendido ou não com as tipologias discursivas escritas e que os professores contam com uma alternativa complementar de avaliar os estudantes dessa maneira. O artigo mostra o caso de um estudante cujo texto é dissertativo e exibe “compreensão” do conteúdo ensinado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Laburú, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

Prof associado do Depto de Física da UEL. Doutor em Educação pela USP/ São Paulo.

Osmar Henrique Moura da Silva, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

FÍSICO DO DEPTO DE FÍSICA DA UEL. DOUTOR EM EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA PELA UNESP/BAURU.

Marcelo Alves Barros, UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAMPUS DE SÃO CARLOS.

PROF. DA USP DE SÃO CARLOS. DOUTOR EM EDUCAÇÃO PELA USP.

Mariana Fernandes da Silva, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. DOUTORA EM CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PELA UEL.

Downloads

Publicado

2021-06-11

Como Citar

Laburú, C. E., Silva, O. H. M. da, Barros, M. A., & Silva, M. F. da. (2021). TIPOLOGIA DISCURSIVA POR TROCA DE REPRESENTAÇÃO DE UM SIGNO ARTÍSTICO COMO INDICADOR DE APRENDIZAGEM: UM ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE CIÊNCIAS. Revista Didática Sistêmica, 22(2), 193–203. https://doi.org/10.14295/rds.v22i2.11400