Movimento LGBT: uma escola de emancipação

Allene Carvalho Lage, Rafael Lima Vieira

Resumo


Este trabalho nasce das reflexões empreendidas no curso de mestrado em educação na Universidade Federal de Pernambuco/CAA, onde buscamos conhecer o perfil político-identitário do movimento LGBT em Caruaru-PE. Tomamos a analogia entre o Movimento LGBT e a Escola em suas atribuições de transmissão do conhecimento e de transformação de subjetividades. Dessa forma, o movimento LGBT pode ser considerado uma escola de emancipação. Caracterizamos a atuação educativa e emancipatória desse movimento como transformadora das bases sociais que estruturam nossa sociedade, sendo a Razão Indolente, particularmente reorganizada a partir das suas conquistas. Vozes de sujeitos da militância dão respaldo a nossas colocações sobre as transformações sociais e estruturais emancipatórias possíveis, a partir da ação educativa da militância LGBT.

Palavras-chave


Movimento LGBT. Escola. Emancipação. Sociologia das ausências. Pernambuco

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ