<b>A ditadura do corpo perfeito: um estudo das representações sociais sobre corpo a partir de uma oficina pedagógica</b>

Autores

  • Seris de Oliveira Matos Pegoraro
  • Deisi Sangoi Freitas

DOI:

https://doi.org/10.14295/rds.v12i0.1559

Palavras-chave:

corpo, oficinas, representações sociais.

Resumo

Nas escolas, o corpo humano geralmente é tratado de forma fragmentada e puramente biológico. O livro didático traz o corpo descontextualizado, não discutindo as relações de poder às quais está submetido. Buscando estratégias para mapear e problematizar as representações sobre corpo produzidas por diferentes práticas sociais, elaboramos a oficina “A ditadura do corpo perfeito” que discute o papel da cultura e da linguagem na constituição do ideal de corpo perfeito em voga na sociedade. Através da implementação da oficina, evidenciamos representações sociais de um corpo universal nos moldes europeus, de um corpo belo ideal e representações de masculinidade e feminilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Seris de Oliveira Matos Pegoraro

Licenciada em Ciências Biológicas, Mestre em Educação – Técnica em Assuntos Educacionais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Deisi Sangoi Freitas

Licenciada em Ciências Biológicas, Doutora em Educação – Professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Downloads

Publicado

2011-04-11

Como Citar

Pegoraro, S. de O. M., & Freitas, D. S. (2011). &lt;b&gt;A ditadura do corpo perfeito: um estudo das representações sociais sobre corpo a partir de uma oficina pedagógica&lt;/b&gt;. Revista Didática Sistêmica, 12, 28–43. https://doi.org/10.14295/rds.v12i0.1559

Edição

Seção

Artigos