<b>Os estágios curriculares na formação dos professores: histórias de vida e construção da identidade docente</b>

Autores

  • Fabrício Monte Freitas
  • João Alberto da Silva
  • Ricardo Rios Oliveira

Palavras-chave:

Estágio, Formação de Professores, Pedagogia Universitária

Resumo

Os estágios curriculares dos cursos de formação de professores tornaram-se espaços de construção dos chamados saberes de experiência. Atualmente, muitos dos ingressantes de licenciatura nunca exerceram atividades de docência. Investigamos o impacto da experiência do estágio na construção da identidade docente e dos chamados saberes de experiência. Nossa metodologia foi baseada na História de Vida. Os dados encontrados apontam para processos de construção identitários que se alicerçam em medos e frustrações frente à prática de sala de aula. Consideramos que o estudo fornece importantes indicadores para os professores universitários que se ocupam da formação de licenciados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Monte Freitas

Licenciado em Matemática (UCPel) e aluno do curso de Especialização em Educação: ênfase no ensino de Ciências e Matemática (UFPel).

João Alberto da Silva

Pedagogo, Doutor em Educação pela UFRGS. Integrante do NEEGE (Núcleo de Estudos em Epistemologia Genética e Educacao).

Ricardo Rios Oliveira

Licenciado em Matemática (UCPel) e aluno do curso de Especialização em Educação: ênfase no ensino de Ciências e Matemática (UFPel).

Downloads

Publicado

2010-11-11

Como Citar

Freitas, F. M., da Silva, J. A., & Oliveira, R. R. (2010). &lt;b&gt;Os estágios curriculares na formação dos professores: histórias de vida e construção da identidade docente&lt;/b&gt;. Revista Didática Sistêmica, 11, 179–192. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/1382

Edição

Seção

Artigos