SABERES DA BIODIVERSIDADE

Etnografia em uma comunidade quilombola no Território de Irecê - Bahia

Autores

  • André Carneiro Melo Universidade Federal da Bahia https://orcid.org/0000-0003-1974-0052
  • Marco Antonio Leandro Barzano Universidade Estadual de Feira de Santana

DOI:

https://doi.org/10.14295/momento.v29i3.9089

Palavras-chave:

Etnografia, Quilombolas, Biodiversidade

Resumo

O texto apresenta a experiência de uma pesquisa etnográfica desenvolvida com sujeitos de uma comunidade quilombola. Realizamos observações, conversas e entrevistas em diferentes momentos, todas registradas no diário de campo, em transcrições e em fotografias. A partir dos dados produzidos, criou-se uma escrita etnográfica referente aos saberes que orientam ações cotidianas nas relações sociais e culturais e, a partir disso, foi analisado como os saberes da biodiversidade são empreendidos socialmente, compreendidos e compartilhados. Considera-se que o território quilombola investigado é um locus de aprendizagens, problematizações, produção e compartilhamento dos saberes-fazeres, em que as histórias narradas apontam para conhecimentos construídos nas relações simbióticas com a natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Carneiro Melo, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Ensino, Filosofia e História das Ciências. Universidade Federal da Bahia/Universidade Estadual de Feira de Santana.

Marco Antonio Leandro Barzano, Universidade Estadual de Feira de Santana

Doutor em Educação. Professor Titular da Universidade Estadual de Feira de Santana

Referências

ALVES, Nilda. Cultura e Cotidiano Escolar. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23, n.23, p. 62-74, Maio/Jun/Jul/Ago. 2003.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Reflexões sobre como fazer trabalho de campo. Sociedade e Cultura, v. 10, n. 1, p. 11-27, Jan/Jun. 2007.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. A invenção do sujeito ecológico: sentidos e trajetórias em Educação Ambiental. 2001. 411p. Tese de Doutorado- Programa de Pós-Graduação em Educação, UFRGS, Porto Alegre.

CAVALHEIRO, Larissa Nunes; ARAÚJO; Luiz Ernani Bonesso de. A sociobiodiversidade refletida no contexto da multiculturalidade de saberes. Veredas do Direito, Belo Horizonte, V. 12, n. 23, p. 121-139, Jan/Jun. 2015.

COUTINHO, Nelson. O Cinema Documentário e a Escuta Sensível da Alteridade. Proj. História. Revista do Programa de Pós-Graduados de História. São Paulo, (15), p. 165-191, Abr. 1997.

CRESWELL, John W. Educational Research: planning, conducting and evaluating quantitative and qualitative research. 4ª Ed. Boston: Person Education, 2012.

LEFF, Enrique. Aventuras da Epistemologia Ambiental: da articulação das ciências ao diálogo de saberes. 1ª Edição. São Paulo: Cortez Editora, 2012.

MAULIN, Gilfredo Carrasco. Lugares e tempos em narrativas de uma educação ambiental pós-colonial no Sítio dos Criolos. 2013. 216 f. Tese de doutorado- Centro de Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória.

RODRIGUES, Fernanda Freitas Rezende; TRISTÂO, Martha. Escola Sustentável e Educação Ambiental: os saberes de uma comunidade na formação da cultura da sustentabilidade. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL, 6, 2011, Ribeirão Preto. Anais do Encontro de Pesquisa em Educação Ambiental. Ribeirão Preto: USP, 2011.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula (Orgs). Epistemologia do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

Downloads

Publicado

2021-05-04 — Atualizado em 2021-05-05

Versões

Como Citar

Melo, A. C., & Barzano, M. A. L. (2021). SABERES DA BIODIVERSIDADE: Etnografia em uma comunidade quilombola no Território de Irecê - Bahia. Momento - Diálogos Em Educação, 29(3). https://doi.org/10.14295/momento.v29i3.9089 (Original work published 4º de maio de 2021)

Edição

Seção

Artigos