<b>A Língua Inglesa no currículo escolar: um paradoxo entre tantos<b/>

Autores

  • Sandra Pottmeier
  • Osmar de Souza
  • Iara Cristina Zeplin Campos

Palavras-chave:

Língua Inglesa. Teorias de currículo. Letramento em Língua Inglesa. Sentidos.

Resumo

O artigo discute a disciplina de língua estrangeira, neste estudo, o inglês no currículo escolar. Sua escrita foi motivada por duas pesquisas orientadas no Programa de Pós-Graduação do Mestrado em Educação da FURB. Consideram-se falas de sujeitos das pesquisas. Evita-se qualquer comparação porque as condições de produção são distintas; os dos dispositivos de análise também o são. Busca-se, numa perspectiva de teorias de currículo e, por pesquisas desenvolvidas principalmente por autores que se fundamentam na Linguística Aplicada a partir dos discursos dos alunos. Assim, um dos dizeres recorrentes nas duas pesquisas se refere ao inglês como interesse instrumental, para efeitos de turismo, por exemplo, ou como ferramenta de trabalho, como leitura de orientações técnicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Pottmeier

é graduada em Letras (Português/Inglês e Respectivas Literaturas) pela Universidade Regional de Blumenau (2002). Possui especialização em Metodologia do Ensino de Língua Inglesa pela Universidade Internacional de Curitiba (2006), Gestão Escolar pela Universidade Castelo Branco (2007), Mídias em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande (2009). Mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau, na linha de Discurso e Práticas Educativas (2010). Atualmente é professora do quadro do magistério do Estado de Santa Catarina nas áreas de Língua Portuguesa e Língua Inglesa na Escola de Educação Padre José Maurício. Atua na área da Educação com enfâse nos seguintes temas: textualidade, leitura, alfabetização/letramento, discurso.

Osmar de Souza

possui graduação em Letras pela Universidade do Vale do Itajaí (1974) , especialização em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1983) , mestrado em Sociologia de Política pelo Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1979) e doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1994) . Atualmente é professor titular do Fundação Universidade Regional de Blumenau e Revisor de periódico da Atos de pesquisa em Educação. Tem experiência na área de Educação , com ênfase em Linguística. Atuando principalmente nos seguintes temas: Textualização, Textualidade.

Iara Cristina Zeplin Campos

Tem experiência na área de Línguas Estrangeiras Modernas. Mestre em Educação pela Fundação Universidade Regional de Blumenau.

Downloads

Publicado

2012-09-26

Como Citar

Pottmeier, S., Souza, O. de, & Campos, I. C. Z. (2012). &lt;b&gt;A Língua Inglesa no currículo escolar: um paradoxo entre tantos&lt;b/&gt;. Revista Didática Sistêmica, 14(1), 142–154. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/2680

Edição

Seção

Artigos