O lugar do Imaginário na formação de professores e a criação de avatares na Universidade

Samara Facco, Ana Iara Silva de Deus, Valeska Maria Fortes de Oliveira

Resumo


Este artigo discorre sobre um projeto de produção de avatares, com acadêmicos de graduação, professores e acadêmicos do programa de Pós-Graduação em Educação-UFSM. O desenvolvimento desse trabalho objetivou mobilizar os envolvidos para projetarem-se como super-heróis universitários, potencializando seu poder de “criação”, através do imaginário social para que possíveis mudanças possam ser repensadas no âmbito educacional. Dessa forma, a invenção do super-herói universitário, instigou a elaboração de um manifesto grafo poético, um texto crítico para a área da educação, aonde os participantes deveriam formular um apelido-verbete, suas qualidades visuais, sua predestinação, seu oponente, seu ponto forte e fraco, seu instrumento de poder, por meio de metáforas que imaginavam um campo alegórico para a Universidade. Assim, a partir desta experiência foi possível pensar sobre as questões postas na formação de professores pelo viés do imaginário social, especialmente sobre as significações imaginárias dos acadêmicos e professores acerca da universidade e de seu papel na sociedade.

Palavras-chave


Educação. Imaginário Social. Formação de Professores

Texto completo:

PDF

Referências


CASTORIADIS, Cornelius. A instituição imaginária da sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

________________Sujeito e Verdade no mundo Social Histórico. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

CASSIRER, Ernst. Ensaio sobre o homem: introdução a uma filosofia da cultura humana. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

FERREIRA, Nilda Teves; EIZIRIK, Marisa Faermann. Educação e Imaginário social: revendo a escola. In: Em aberto. Brasília, n. 61, p.5-14. Jan./mar.,1994.

MASTROBERTI, Paula, COSTA, Luciano Bendin. Super Heroí Universitário. Dicionário Raciocinado das Licenciaturas. Porto Alegre, 2016.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1991.

PERES, L.M.V.; EGGERT, E.; KUREK, D.L. (orgs.). 2009. Essas coisas do imaginário: diferentes abordagens sobre narrativas (auto) formadoras. São Leopoldo/Brasília, Oikos/Liber Livro, 198 p.

POSTIC, Marcel. O imaginário na relação pedagógica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

PUJOL, M.S.; SEVERO, B. de A.; PERANZONI, V.C. Imaginário e Educação: pensando a formação de professores. VIII Mostra Acadêmica da Fames. 04-05 de novembro de 2015.

SHOLL, Léa. Desejos sociais “versus” práticas educacionais: uma tensão no imaginário social. In: TEVES, Nilda (org.) Imaginário social e educação. Rio de Janeiro: Gryphus: Faculdade de Educação da UFRJ, 1992.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v28i1.8153

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ