Reflexões sobre música, televisão e Educação

Eliane Hilario da Silva Martinoff, Sarita Raquel Belo Ferreira

Resumo


Observa-se que atualmente a televisão está presente nos hábitos cotidianos de crianças e jovens, exercendo um papel formador- em termos de atitudes, vestimentas, vocabulário, repertório musical, entre outros aspectos -, sobre o qual a escola deve refletir. Esse estudo de natureza bibliográfica, tendo como aporte teórico Gardner (1999) e Magalhães (2003, 2007) objetiva refletir a respeito da influência dos programas televisivos infantis sobre as crianças nas décadas de 1960, 1970 e 1980, no que tange à cultura musical e o ensino de música na escola pública brasileira nesse período e suas possíveis consequências para os dias atuais. Concluiu-se que é importante saber utilizar o que a criança traz consigo em termos de repertório musical, pois a fruição da música está sujeita a diferentes mediações e a escola pode vir a ser o lugar de construção de um conhecimento significativo e reflexivo sobre a música presente no cotidiano.

Palavras-chave


Televisão e educação; ensino de música; cotidiano escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, Eunice Maria Soriano de Alencar. Um estudo de criatividade. Arquivo Brasileiro de Psicologia Aplicada. Rio de Janeiro, 26(2), abr./jun.1974, p. 59-68. Disponível em http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/abpa/article/viewFile/17077/15876. Acesso: 21 ago. 2016.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2. Ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1973.

ARNALDO, Carlos A. Meios de comunicação: a favor ou contra a educação? In: CARLSSON, Ulla; FEILITZEN, Cecilia von (orgs.). A criança e a mídia. Imagem, Educação, Participação. São Paulo: Cortez; Edições UNESCO Brasil, 1999. Disponível em ht0tp://unesdoc.unesco.org/images/0012/001278/127896por.pdf. Acesso: 30 ago. 2017.

BARROSO, João. Políticas educativas e organização escolar. Lisboa: Universidade Aberta, 2004.

BERGAMO, Alexandre. A reconfiguração do público. In: GOULART, Ana Paula; RIBEIRO, Igor Sacramento e ROXO, Marco (orgs.). História da televisão no Brasil. São Paulo: Contexto, 2010.

BIASOLI-ALVES, Zélia Maria Mendes. Famílias brasileiras do século XX: os valores e as práticas de educação da criança. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, SP, n. 3, 1997, p. 33-49.

BRASIL. Lei 3.857 de 22 de dezembro de 1960. Cria a Ordem dos Músicos do Brasil e Dispõe sobre a Regulamentação do Exercício da Profissão de Músico e dá outras Providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L3857.htm. Acesso: 03 de nov. 2015.

_______. Parecer nº 540/77, de 10 de fevereiro de 1977, do CFE. Sobre o tratamento a ser dado aos componentes curriculares previstos no Art. 7º da Lei 5692/71. In Documenta nº 195, p. 22-34. Rio de Janeiro, fev. 1977. Disponível em http://www.histedbr.fae.unicamp.br/navegando/fontes_escritas/7_Gov_Militar/parecer%20n.%205401977%20sobre%20o%20tratamento%20a%20ser%20dado%20aos%20comp%20curriculares.pdf. Acesso: 26 jul. 2014.

BUJES, Maria Isabel Edelweiss. Manuais pedagógicos e formação docente: elos de poder/saber. Currículo sem Fronteiras, v.9, n.1, p.267-288, Jan/Jun 2009. Disponível em http://www.curriculosemfronteiras.org/vol9iss1articles/bujes.pdf. Acesso: 4 set. 2016.

CARMONA, Beth. A participação da criança na televisão brasileira. In: CARLSSON, Ulla; FEILITZEN, Cecilia von (orgs.). A criança e a mídia. Imagem, Educação, Participação. São Paulo: Cortez; Edições UNESCO Brasil, 1999. Disponível em ht0tp://unesdoc.unesco.org/images/0012/001278/127896por.pdf. Acesso: 30 ago. 2017.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação. Porto Alegre, nº 2, p. 177-229, 1990. Disponível em . Acesso: 11 jun.2012.

COGO, Denise Maria; GOMES, Pedro Gilberto. Televisão, escola e juventude. Porto Alegre: Mediação, 2001.

DUMAZEDIER, Jofre. Lazer e cultura popular. 3. Ed. São Paulo: Perspectiva, 2004.

FIGUEIREDO, Anna Cristina Camargo Moraes. Liberdade é uma calça velha azul e desbotada: publicidade, cultura de consumo e comportamento político no Brasil (1954-1964). São Paulo: Hucitec, 1998.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Televisão e Educação: fruir e pensar a TV. 4. Ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

GARDNER, Howard. Arte, mente e cérebro. Tradução. Sandra Costa. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999. Original em inglês.

GOMES, N. L. Cultura negra e educação. Revista Brasileira de Educação, nº 23, Mai/Jun/Jul/Ago. 2003.

HAMBURGUER, Esther. Diluindo fronteiras: a televisão e as novelas no cotidiano. In: NOVAIS, Fernando A. (Coord.). História da vida privada no Brasil: contrastes da intimidade contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 2000, v. 4.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Tradução. Gizele de Souza. In Revista Brasileira de Educação, nº1 jan/jun. 2001. Campinas, SP: Editora Autores Associados, 2001, p. 9-43.

KEHL, Maria Rita. Eu vi um Brasil na TV. In: CARVALHO, Elisabeth; KEHL, Maria Rita; RIBEIRO, Santuza Naves. (Coord.). Anos 70: televisão. Rio de Janeiro: Europa, 1980.

KNELLER, George F. Arte e Ciência da Criatividade. Tradução. José Reis. 3. Ed. São Paulo: IBRASA – Instituição Brasileira de Difusão Cultural S.A., 1973. Original em inglês.

MAGALHÃES, Cláudio Márcio. A inter-relação entre criança e TV. Comunicação & Educação, São Paulo, 27, maio/ago, 2003, p. 38-45.

______________. Os programas infantis da TV: Teoria e Prática para entender a televisão feita para as crianças. 1ª ed. São Paulo: Autêntica, 2007.

MARCELLINO, Nelson Carvalho. Lazer e educação. 8ª Ed. Campinas, SP: Papirus, 2001.

MATTOS, Sérgio. História da televisão brasileira: uma visão econômica, social e política. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

MEDEIROS, Ethel Bauzer. O lazer no planejamento urbano. Cadernos de Administração Pública – 82. Fundação Getúlio Vargas, Instituto de Documentação - Serviço de Publicações. Rio de Janeiro, GB, Brasil, 1971.

MOMO, Mariangela; COSTA, Marisa Vorraber. Crianças escolares do século XXI: para se pensar uma infância pós-moderna. Cadernos de Pesquisa, v.40, n.141, p.965-991, set./dez. 2010.

NASCIMENTO, Cláudia Terra do; BRANCHER, Vantoir Roberto; OLIVEIRA, Valeska Fortes de. A construção social do conceito de infância: algumas interlocuções históricas e sociológicas. Contexto & Educação, Editora Unijuí, v. 23, n. 79, jan./jun., 2008, p.47-63.

PACHECO, Elza D. (org.). Televisão, criança, imaginário e educação. Campinas, SP: Papirus, 1998.

PENTEADO, Heloísa D. Televisão e escola – conflito ou cooperação. São Paulo: Cortez, 1991.

PILLAR, Analice Dutra. Criança e televisão. Porto Alegre: Mediação, 2001.

QUEIROZ, Luis Ricardo S. Educação musical e etnomusicologia: uma reflexão sobre as contribuições do estudo etnomusicológico para a área de educação musical. In: Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e pós-graduação em música, 14., 2003, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ANPPOM, 2003. p. 772-779. 1 CD-ROM.

SOUZA, Cristiane Magda Nogueira. Educação musical, cultura e identidade: configurações possíveis entre escola, família e mídia. Revista da ABEM, Londrina, V.21, N.31, jul/dez, 2013, p. 51-62.Disponível em http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabem/article/view/72. Acesso: 30 jul. 2017.

STEINBERG, Shirley; KINCHELOE, Joe. Cultura infantil: a construção corporativa da infância. Editora Civilização Brasileira, 2001.

SUBTIL, Maria José Dozza. Mídias, músicas e escola: a articulação necessária. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 16, 75-82, mar.2007. Disponível em http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabem/article/view/294. Acesso: 10 ago. 2017.

TEIXEIRA, Luiz M. A criança e a televisão – amigos ou inimigos? 2.Ed. São Paulo: Editora Loyola, s.d.

TEMPO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES ASSISTINDO TV AUMENTA EM 10 ANOS, 2015. Disponível em http://www.ebc.com.br/infantil/para-pais/2015/06/tempo-de-criancas-e-adolescentes-assistindo-tv-aumenta-em-10-anos. Acesso: 05 ago. 2017.

VASCONCELOS, Gilberto F. O cabaré das crianças. Rio de Janeiro: Espaço & Tempo, 1998.

VILLA LOBOS, Heitor. Educação Musical. Rio de Janeiro: Museu Villa-Lobos, 1991. Reedição com ortografia atualizada do texto Educação Musical de H. Villa-Lobos publicado pelo Instituto Interamericano de Musicologia no Boletim Latino-Americano de Música, Ano VI, Tomo VI – Rio de Janeiro, 1946.

VIÑAO FRAGO, Antonio. Historia de la educación y historia cultural: Posibilidades, problemas, cuestiones. Revista Brasileira de Educação, Set/Out/Nov/Dez, 1995 N º 0, p. 63-82.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v26i2.7290

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ