<b>Educação e saúde nos anos iniciais do ensino fundamental: um estudo de caso

Autores

  • Daniela Dressler Dambros
  • Marcelli Evans Telles dos Santos
  • Dandara Fidélis Escoto
  • Marlise Grecco de Souza Silveira
  • Vanderlei Folmer

Palavras-chave:

Educação em Ciências, Saúde, Anos Iniciais

Resumo

Este estudo de caso, realizado em uma escola pública de Uruguaiana-RS, investigou as dificuldades percebidas por professoras dos anos iniciais do Ensino Fundamental para trabalhar o tema saúde. Quatro professoras, com idade entre 34 e 65 anos e tempo de docência entre 2 e 40 anos, responderam a uma entrevista,gravada e transcrita. A partir da análise de conteúdo, foram identificadas cinco dificuldades: a baixa condição de vida da família, a falta de apoio da família, a falta de capacitação profissional dos professores, as dificuldades particulares dos alunos e a necessidade de alfabetizar os alunos. Sugere-se que uma educação baseada na participação ativa e crítico-reflexiva dos alunos, partindo de uma formação docente preocupada com esta necessidade, possa reduzir as dificuldades de trabalhar o tema saúde nos anos iniciais e, ainda, colaborar com o processo de alfabetização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Dressler Dambros

Graduação em Educação Física (UFSM); Especialização em Atividade Física, Desempenho Motor e Saúde (UFSM); Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (UFSM).

Downloads

Publicado

2012-05-25

Como Citar

Dambros, D. D., Santos, M. E. T. dos, Escoto, D. F., Silveira, M. G. de S., & Folmer, V. (2012). &lt;b&gt;Educação e saúde nos anos iniciais do ensino fundamental: um estudo de caso. Momento - Diálogos Em Educação, 20(2), 93–103. Recuperado de https://periodicos.furg.br/momento/article/view/2414

Edição

Seção

Dossiê temático