A hipercrítica: mais uma volta no parafuso IV

Alfredo Veiga-Neto

Resumo


Este artigo faz uma revisão e atualização do conceito de hipercrítica, proposto pelo autor há três décadas, no campo dos Estudos Foucaultianos. Como existem várias citações e referências a trabalhos anteriores escritos pelo próprio autor, é feita uma discussão acerca daquilo que muitos chamam de autoplágio. Argumenta-se que essa expressão é um oximoro e, como tal, implica uma contradição insolúvel. Dada a sua impossibilidade lógica, não faz sentido falar-se em autoplágio. Sendo assim, não há problema da autocitação desde que se informem as fontes originais. Explica-se que a hipercrítica é uma crítica radical que deve estar sempre disposta a se voltar sobre si mesma e criticar a si própria. Falar em radicalidade significa problematizar constantemente até a perspectiva em que ela se situa e as bases epistemológicas e teóricas sobre as quais se assenta. Nesse sentido, a hipercrítica se coloca na esteira do kantismo, mas assume uma perspectiva contingente e não-metafísica. São discutidas as possibilidades da hipercrítica no campo educacional, bem como sua efetividade e pertinência.

Palavras-chave


hipercrítica; crítica foucaultiana; Michel Foucault; autoplágio; Immanuel Kant.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CASTRO, Edgardo. Diccionario Foucault: temas, conceptos, autores. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, UNIPE, 2011.

DASCAL, Marcelo. Interpretação e compreensão. Porto Alegre: Unisinos, 2006.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

DELEUZE, Gilles. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1991.

FERREIRA, Arthur; BEZERRA Jr., Benilton; TEDESCO, Sílvia. Introdução. In: ARRUDA, Arthur; BEZERRA Jr., Benilton; TEDESCO, Sílvia (org.) Pragmatismos, pragmáticas e produção de subjetividades. Rio de Janeiro: Garamond, 2008. p. 7-27.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1987.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1989.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: O uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 1994.

FOUCAULT, Michel. Dits et écrits II. Paris: Quarto-Gallimard, 2001.

FOUCAULT, Michel. Est-il donc important de penser? In: ______. Dits et écrits IV (1980-1988). Paris: Gallimard, 2006. p. 178-182.

FOUCAULT, Michel. L’ordre du discours. In: FOUCAULT, Michel. Dits et écrits I (1954-1975). Paris: Gallimard, Le Foucault Électronique (version 2010), 2010. p. 28.

FOUCAULT, Michel. A coragem da verdade (O governo de si e dos outros II). São Paulo: Martins Fontes, 2011.

HOUAISS, Antônio. Houaiss Eletrônico 3.0. São Paulo: Objetiva. 2009.

HUISMAN, Denis. Dictionnaire des philosophes. Paris: PUF, 1984.

JAEGER, Werner. Cristianismo primitivo y paideia grega. México: Fondo de Cultura Económica, 2016.

KIZILTAN, Mustafa; BAIN, William; CAÑIZARES, Anita. Condições pós-modernas: repensando a educação pública. In: SILVA, Tomaz (org.). Teoria educacional crítica em tempos pós-modernos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993. p. 205-232.

LOPES, Maura Corcini. Ritornelo e circuito formativo pedagógico. In: LOPES, Maura Corcini; MORGENSTERN, Juliane Marschall (org.). Inclusão e subjetivação: ferramentas teórico-metodológicas. Curitiba: Appris, 2019. p. 19-40.

MENDIETA, Eduardo. A prática da liberdade. In: TAYLOR, Dianna (ed.). Michel Foucault: conceitos fundamentais. Petrópolis: Vozes, 2018. p. 145-161.

RAJCHMAN, John. Foucault: a liberdade da Filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 1987.

RORTY, Richard. Comments on Sleeper and Edel. Transactions of the Charles S. Peirce Society, v. 21, n. 1, p. 39-48. 1985.

RORTY, Richard. A Filosofia e o espelho da Natureza. Lisboa: D.Quixote, 1988.

ROSA, Hartmut. Aceleração: a transformação das estruturas temporais na Modernidade. São Paulo: UNESP, 2019.

SIMONS, Jon. Foucault and the political. London: Routledge, 1995.

TAYLOR, Dianna. Práticas de si. In: TAYLOR, Dianna (ed.). Michel Foucault: conceitos fundamentais. Petrópolis: Vozes, 2018. p. 221-237.

VEIGA-NETO, Alfredo. Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995.

VEIGA-NETO, Alfredo. Michel Foucault e educação: há algo de novo sob o sol?. In: ________. Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995a. p. 9-56.

VEIGA-NETO, Alfredo. Crítica pos-estructuralista y educación. Barcelona: Laertes, 1997.

VEIGA-NETO, Alfredo. Currículo e interdisciplinaridade. In: MOREIRA, Antonio Flavio (Org.) Currículo: questões atuais. Campinas: Papirus, 1997, p. 59-102.

VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

VEIGA-NETO, Alfredo. Algumas raízes da Pedagogia moderna. In: ZORZO, Cacilda; SILVA, Lauraci D. & POLENZ, Tamara (org.). Pedagogia em conexão. Canoas: Ed. ULBRA, 2004. p. 65-83.

VEIGA-NETO, Alfredo. Educação e Pós-Modernidade: impasses e perspectivas. Rio de Janeiro: Educação on line (PUC-Rio), ano 2, n.2, 2006. Disponível em:

VEIGA-NETO, Alfredo. Globalização, (des)igualdade e conhecimento escolar: as armadilhas para a inclusão. In: PACHECO, José Augusto; MORGADO, José Carlos; MOREIRA, Antonio Flavio (orgs.). Globalização e (des)igualdades: desafios contemporâneos. Porto: Porto Editora, 2007. p.175-186.

VEIGA-NETO, Alfredo. É preciso ir aos porões. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro: ANPEd, v. 17, n. 50, mai-ago 2012. p. 267-282.

VEIGA-NETO, Alfredo; LOPES, Maura C. Inclusão, exclusão, in/exclusão. Verve. São Paulo: PUCSP, n. 20, out. 2011. p. 121-134.

VEIGA-NETO, Alfredo; LOPES, Maura C. Education and Pedagogy: A foucauldian perspective. Educational Philosophy and Theory, v. 49, n. 7, 2017. p. 734-741.

Disponível em:

WALKERDINE, Valerie. The mastery of reason. London: Routledge, 1988.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. In: Os Pensadores: Wittgenstein. São Paulo: Abril Cultural e Industrial, 1979.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v29i1.9691

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ