<b>Alfabetização científica: a evolução ao longo da formação de licenciandos ingressantes, concluintes e de professores de Química</b>

Autores

  • Andrea Norema Bianchi de Camargo
  • Fabiana Dias Pilar
  • Marcus Eduardo Maciel Ribeiro
  • Mirian Fantinel
  • Maurivan Güntzel Ramos

Palavras-chave:

Formação de professores, Ensino de Ciências, Alfabetização Científica.

Resumo

O trabalho apresenta um estudo sobre os resultados da avaliação do nível de Alfabetização Científica de cinquenta e oito alunos do curso de licenciatura em Química de uma Universidade Comunitária do Rio Grande do Sul, bem como de oito professores formados nessa Instituição há mais de cinco anos. O instrumento utilizado para realizar essa avaliação foi o Teste de Alfabetização Científica Básica (TACB), criado e validado por Laugksch e Spargo (1996). A análise dos dados contribui para uma reflexão acerca de que a Alfabetização Científica ainda está ocorrendo ao longo da formação inicial e continuada de professores de Química.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maurivan Güntzel Ramos

Licenciado em Química Doutor em Educação Professor titular da Faculdade de Química da PUCRS Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação emCiências e Matemática

Downloads

Publicado

2012-05-25

Como Citar

Camargo, A. N. B. de, Pilar, F. D., Ribeiro, M. E. M., Mirian Fantinel, & Ramos, M. G. (2012). &lt;b&gt;Alfabetização científica: a evolução ao longo da formação de licenciandos ingressantes, concluintes e de professores de Química&lt;/b&gt;. Momento - Diálogos Em Educação, 20(2), 19–29. Recuperado de https://periodicos.furg.br/momento/article/view/2425

Edição

Seção

Dossiê temático