Educação popular em saúde na (trans) formação de educadores em saúde: olhares de muitos agentes

Autores

  • Michele Meneses
  • Roberta Machado UFPEL
  • Kátia Maria Antunes Ribeiro
  • Verônica Soto Souza

Palavras-chave:

Educação, Agentes Comunitários de Saúde, Educação Permanente

Resumo

O curso de Educação Popular em Saúde vem com uma prática pedagógica revolucionária, em que a diretividade do processo converge para o desvelamento das intencionalidades atribuídas ao saber na problematização de suas finalidades por intermédio da ação dialógica permanente. METODOLOGIA: relato de experiências a partir da vivência dentro do Curso em Rio Grande/RS. RESULTADOS: o curso tem possibilitado a construção de história, compartilhamento de experiências e buscas por alternativas educativas, dialógicas e libertárias de práticas de saúde e cidadania. CONCLUSÃO: Os olhares desses sujeitos participantes mostram que a Educação Popular está nessa sensibilidade, amorosidade e nesse encontro com o outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michele Meneses

Graduação em Enfermagem. Especialização em Vigilância em Saúde Ambiental, em Gestão em Saúde e em Abordagem Multidisciplinar em Dependência Química.

Roberta Machado, UFPEL

Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas – UFPEL.

Downloads

Publicado

2015-09-02

Como Citar

Meneses, M., Machado, R., Ribeiro, K. M. A., & Souza, V. S. (2015). Educação popular em saúde na (trans) formação de educadores em saúde: olhares de muitos agentes. Revista Didática Sistêmica, 16(1), 413. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/5258

Edição

Seção

Resumo - GTT Saude