Proposições, tensões e estratégias de mudanças para a formação e valorização dos professores: o PNE em discussão

Maria de Fátima Barbosa Abdalla

Resumo


Ao partir do pressuposto de que as políticas educacionais se referem aos resultados de um processo histórico, que envolve aspectos políticos, sociais e econômicos, este texto tem como objetivo central contribuir para uma reflexão sobre os esquemas de orientação e de organização, que instituem e são instituídos pelo Plano Nacional de Educação (PNE) e pelas narrativas referentes às Conferências Nacionais de Educação, que fazem parte do processo educacional brasileiro. O texto se fundamenta na análise documental e de conteúdo, e propõe relacionar as proposições das Conferências com as metas e estratégias do PNE. Os resultados traduzem tensões e estratégias de mudanças (ou até de retrocessos), identificando elementos das subjetividades da mudança, e anunciando, também, as subjetividades em mudança do cenário em crise em que vivemos.

Palavras-chave


PNE; Conferências Nacionais de Educação; Tensões e estratégias de mudanças

Texto completo:

PDF

Referências


AUTOR, 2006.

AUTOR, 2013a.

AUTOR, 2013b.

AUTOR, 2015.

AUTOR, 2016a.

AUTOR, 2016b.

ANFOPE. Associação Nacional pela Formação dos Profissionais em Educação. Documento Final. Políticas de Formação e Valorização dos Profissionais da Educação: conjuntura nacional, avanços e retrocessos. Goiânia: ANFOPE/PUC-Goiás/EFPH, dez. 2016 (mimeo).

AUGUSTO, Maria Helena. A valorização dos professores da educação básica e as políticas de responsabilização: o que há de novo no Plano Nacional de Educação? Cadernos do Cedes, vol. 35, n. 97, p. 535-552, set.-dez, 2015.

AVELAR, Marina. Entrevista com Stephen J. Ball: uma análise de sua contribuição para a pesquisa em política educacional. AAPE&EPAA, vol. 24, n. 24, p. 1-18, fev. 2016.

BALL, Stephen J. Educational reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BALL, Stephen J. Big policies/small world: an introduction to international perspectives in education policy. Comparative Education, v. 34, n. 2, p. 119-130, 1998.

BALL, Stephen J. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem Fronteiras, v. 1, n. 2, p. 99-116, jul/dez 2001.

BALL, Stephen J. Reformar escolas/reformar professores e os terrores da performatividade. Revista Portuguesa de Educação, vol. 15, n. 02, p. 3-23, 2002.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2007.

BORGES, Maria C.; AQUINO, Orlando F.; PUENTES, Roberto V. Formação de professores no Brasil: história, políticas e perspectivas. Revista HISTEDBR On-Line, Campinas, n. 42, p. 94-112, jun. 2011.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria de ação. Campinas: Papirus, 1997.

BOURDIEU, Pierre. A produção da crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. São Paulo: Zouk, 2002.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. 2. ed. Porto Alegre: Zouk, 2011.

BOURDIEU, Pierre. Intelectuales, política y poder. 9ª. reimp. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Eudeba, 2014.

BOWE, Richard; BALL, Stephen J.; GOLD, Anne. Reforming education and changing schools: case studies in policy sociology. London: Routledge. 1992.

BRASIL Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/Lei/L1305.htm.

BRZEZINSKI, Iria. (Org.). Anfope em movimento 2008-2010. Brasília: Liber Livro: Anfope/Capes, 2011.

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA (CONEB), 2008, Brasília, DF. Documento final. Brasília, DF: MEC, 2008.

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO (CONAE), 2010. Brasília, DF. Documento final. Brasília, DF: MEC, 2010.

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO (CONAE), 2014. Brasília, DF. Documento final. Brasília, DF: MEC, 2015.

DOURADO, Luiz F. Plano Nacional de Educação: o epicentro das políticas de estado para a educação brasileira. Goiânia: Editora da Imprensa Universitária/ANPAE, 2017.

FREITAS, Helena C. L. Formação de Professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educ. Soc., Campinas, vol. 23, n. 80, setembro/2002, p. 136-167.

FREITAS, Helena C. L. A (Nova) Política de Formação de Professores: a prioridade postergada. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 1203-1230, out. 2007.

GATTI, Bernadete A.; BARRETTO, Elba S. de S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: UNESCO, 2009.

GATTI, Bernadete A.; BARRETTO, Elba S. S.; ANDRÉ, Marli E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011.

HYPOLITO, Álvaro L. M. Trabalho docente e o novo Plano Nacional de Educação: valorização, formação e condições de trabalho. Cadernos do Cedes, vol. 35, n. 97, p. 517-534, set.-dez, 2015.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006.

MAINARDES, Jefferson.; MARCONDES, Maria I. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 30, n. 106, p. 303-318, jan./abr. 2009.

MOSCOVICI, S. A invenção da sociedade: sociologia e psicologia. Petrópolis: Vozes, 2011a.

MOSCOVICI, S. Psicologia das minorias ativas. Petrópolis: Vozes, 2011b.

OLIVEIRA, Dalila A. La construcción política de la profesión docente: La experiencia brasileña. In: OLIVEIRA, D. A. et al. Políticas educativas y territorios: modelos de articulación entre niveles de gobierno. Buenos Aires: IIPE/UNESCO, 2010, p. 131-158.

SCHEIBE, Leda. Valorização e formação dos professores para a educação básica: questões desafiadoras para um novo Plano Nacional de Educação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 112, p. 981-1000, jul.-set. 2010.

WEBER, Silke. O Plano Nacional de Educação e a valorização docente; confluência do debate nacional. Cadernos do Cedes, vol. 35, n. 97, p. 495-515, set-dez, 2015.

WERLE, Flávia O. C. Reforma, inovação e mudança: delineando questões na área de políticas educacionais. In: MARTINS, A. M.; WERLE, F. O. C. (Orgs.). Políticas Educacionais: elementos para reflexão. Porto Alegre: Redes Editora, 2010, p. 49-62.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v27i2.8022

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ