Memórias de normalistas: uma reflexão sobre a formação de professoras primárias, nas décadas de 1950 e 1960, em Pelotas/RS

Giana Lange do Amaral, Maria Cristina dos Santos Louzada

Resumo


Neste artigo realizamos um estudo de abordagem historiográfica, que privilegia a análise de memórias de normalistas, de duas escolas da cidade de Pelotas, uma pública, de cunho laico, e outra privada, de educação confessional. Objetivamos investigar, com o amparo dos pressupostos teóricos metodológicos da História Cultural e da História Oral, algumas narrativas de professoras, que se formaram na Escola Normal Assis Brasil (instituição estadual) e na Escola Normal São José (instituição privada). Acreditamos que pesquisar sobre a formação docente das normalistas contribui na revelação de fatos que não se encontram registrados nos arquivos escolares e que auxiliam na construção da história de trajetórias discentes e docentes.

Palavras-chave


Memórias de Normalistas. História Oral. Formação Docente.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ