Identidade e relações de gênero: diálogos com estudantes da educação de jovens e adultos no município de Bragança-PA

José Dias Santana, Adriano Vasconcelos dos santos, Norma Cristina Vieira

Resumo


Propõe-se discutir as questões de gênero com os jovens da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em uma escola de nível médio, no município de Bragança/PA. Objetivou-se investigar a compreensão dos/das estudantes sobre o conceito de gênero e seus desdobramentos. Utilizou-se aqui o método qualitativo, os dados foram coletados a partir da aplicação de questionários a 21 estudantes, conversas e apresentação de filme/curtas também foram desenvolvidas no intuito de estimular as narrativas e a socialização dos lugares de gênero na qual os/as estudantes estão submetidos. Perceberam-se discursos naturalizados sobre o que é ser homem é o que é ser mulher, em nossa sociedade e ainda a reprodução de papéis pensados para os dois sexos. Os resultados desta pesquisa apontam para a emergente necessidade de discutir questões relacionadas às relações de gênero de forma aberta, aprofundada e interdisciplinar na universidade e nas escolas da Educação Básica.

Palavras-chave


Gênero. Jovens. Educação

Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, Andréia: Gênero e Diversidade na Escola: Formação de Professoras/res em Gênero, Sexualidade, Orientação Sexual e Relações Étnicos-Raciais. Livro de conteúdo. Versão 2009. – Rio de Janeiro: CEPESC, Brasília: SPM,2009.

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo, v.I, II. Tradução Sérgio Milliet. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases. Lei N° 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

____. Lei Maria da Penha. Lei N.°11.340, de 7 de Agosto de 2006.

COVOLAN, Nadia T.; OLIVEIRA, Daniel Canavence de (orgs). Educação e Diversidade: a questão de gênero e suas múltiplas expressões.1.ed. Rio de Janeiro: Autografia, 2015.

ESCOURA, Michele. Relações de Gênero na EJA – Caderno de Formação. São Paulo: Ação Educativa e Fundação Vale: 21-41, 2014. Disponível em: < http://www.viveraprender.org.br/wp-content/uploads/2015/06/Compila%C3%A7%C3%A3o-Vers%C3%A3o-Vale_SITE-1 >. Acesso em: 23 fev. 2018.

FÉLIX, Jeane. Gênero e formação docente: reflexões de uma professora. Espaço do currículo, v.8, n. 2, p. 223-231, 2015. Disponível em: < http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/viewFile/rec.2015.v8n2.223231/13923> Acesso em: 15 fev. 2018.

FIUZA, Adriane dos Santos. Gênero na Educação de Jovens e Adultos, um desafio para a gestão escolar. Monografia (especialização Rio Grande do Sul. 2003. http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/viewFile/rec.2015.v8n2.223231/13923 . Acesso em: 31 jan.2018.

FONSECA, Michele P. S; BRITO, Leandro T; RAMOS, Maitê M. R. Discutindo gênero e sexualidade tendo cinema como inspiração: educação física em questão. 2015. Disponível em:. Acesso em: 08 mar. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

HIRATA, Helena.; KERGOAT, Danièle. Novas configurações da divisão sexual do trabalho. Cadernos de Pesquisa. v. 37, n. 132, p. 595-609, set./dez. 2007.

KATZ Elvis P; SANTOS Keli A; MUTZ Andresa S. C. O professor “subversivo” nas lentes do cinema: uma análise a partir dos estudos culturais. Momento: diálogos em educação, v. 26, n. 2, p. 108-128, jan./jun. 2017. Disponível em:< file:///C:/Users/Samsung/Downloads/6700-21683-1-PB.pdf >. Acesso em: 15 mar. 2018.

LOURO, Guacira. L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 16 ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

MUNIZ, Alexsandro D. Sexualidade e gênero. Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI, 2007.

NARVAZ, Martha G.; SANT’ANNA, Sita Maria L.; TESSELER, Fani A. Gênero e Educação de Jovens e Adultos: a histórica exclusão das mulheres do saber-poder. 2013. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2018.

SAFFIOTI, Heleieth I. B. O poder do macho. São Paulo: Moderna,1987. (coleção polêmica).

SANTOS, Cecília. M.; IZUMINO, Wânia P. Violência contra as mulheres e violência de gênero: Notas sobre estudos feministas no Brasil. E.I.A.L.Estudios Interdisciplinarios de América Latina y El Caribe, 16. 2005. Disponível em:. Acesso em: 09 fev. 2018.

SCOTT, Joan W. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, vol. 16, n° 2, Porto Alegre, jul./dez. 1990.

SILVA, Amanda D. Mãe/mulher atrás das grades: a realidade imposta pelo cárcere à família monoparental feminina. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015. Disponível em: < http://books.scielo.org/id/vjtsp/pdf/silva-9788579837036.pdf> Acesso em: 23 de fev. 2018.

SOUZA, Maria C. R. F.; FONSECA, Maria C. F. R. Relações de Gênero, práticas de cuidado e Educação de Pessoas Jovens e Adultas. In: 31ª Reunião anual da ANPEd, Caxambu, 2008. Disponível em: . Acesoo em: 12 fev. 2018.

SOUZA, Maria Celeste Reis Fernandes de. Gênero e matemática(s): jogos de verdade nas práticas de numeramento de alunos e alunas da Educação de Pessoas Jovens e Adultas. 2008. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

TRENTIN, Valéria B. Educação de jovens e adultos e a educação especial nas pesquisas: Uma articulação necessária. Venezuela, 2017. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2018.

VIEIRA, Norma; SIQUEIRA, Deis; EVER, Marcela; GOMES, Maria. Divisão sexual do trabalho e relações de gênero em contexto estuarino-costeiro amazônico. Amazôn., Rev. Antropol. (Online) 5 (3) Especial: 788-817, 2013.

VIEIRA, Norma; SIQUEIRA, Deis; DI PAOLO, Darcy. “O que é de mulher e o que é de homem”: Relações de gênero na pesca artesanal, comunidade de Bonifácio, Amazônia Oriental, Brasil. Raízes, 34, (1): 8-23, 2014.

WAISELFISZ, Júlio J. Mapa da Violência 2015 – Homicídio de Mulheres no Brasil. Brasília: Flacso, 2015.




DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v28i3.8544

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ