A identificação profissional de licenciandos em Ciências Biológicas na perspectiva epistemológica de Ludwick Fleck

Patricia Caldeira Tolentino, Ademir José Rosso

Resumo


Este trabalho se trata de uma incursão na epistemologia de Ludwik Fleck, com o objetivo de compreender como os licenciandos em Ciências Biológicas se identificam com a docência em sua trajetória formativa. Apresentam-se dados que representam um recorte do material analisado em dissertação de mestrado (TOLENTINO, 2010). O universo da pesquisa foi constituído por 138 licenciandos do 1º ao 4º ano do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Ponta Grossa dos turnos vespertino e noturno e a metodologia adotada parte de uma interação entre as abordagens qualitativa e quantitativa por meio do uso do software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences). Na apresentação dos dados, pode-se perceber que os alunos traçam expectativas a um primeiro momento no curso, porém quanto mais inseridos no cotidiano da formação suas aspirações e expectativas iniciais deixam de ser respondidas. A falta de referências identitárias para a docência mostra a fragilidade epistemológica e contextual do conhecimento educacional no interior da licenciatura e evidencia o estilo de pensamento vigente no curso estudado. Mesmo diante da necessidade de um maior aprofundamento teórico na epistemologia de Ludwick Fleck no tocante da formação dos professores de Ciências, considera-se que esta pode ser uma perspectiva fértil no entendimento das peculiaridades presentes nesta formação.

Palavras-chave


Formação de professores. Licenciatura. Ensino de Ciências e Biologia.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


MOMENTO - Diálogos em Educação, E-ISSN 2316-3100, Rio Grande/RS, Brasil

PROPESQ
PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ