CORPO, GÊNERO E AGÊNCIA

UMA ANÁLISE A PARTIR DO SKATE E DO SURFE FEMININOS EM ARACAJU, SERGIPE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v11i2.16177

Resumo

Neste trabalho, busco investigar como a prática do surfe e do skate para jovens mulheres, na cidade de Aracaju, pode ser vista como um recurso de reivindicação política do espaço público e de consolidação das agências acionadas por essas mulheres. O objetivo principal da pesquisa que culminou no presente artigo foi verificar como a ação coletiva se tornou um recurso essencial nesse sentido. Os métodos utilizados foram a observação direta de ambientes onde são praticados ambos os esportes e a realização de entrevistas semiestruturadas com skatistas e surfistas aracajuanas. Foi possível inferir que a vinculação ao skate, ao surfe e aos estilos de vida associados a eles, proporciona às mulheres que os praticam um sentido de agência diante das suas respectivas realidades, na medida em que são tensionadas normas de gênero pré-instituídas para a conduta das mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Oliveira Feijão Galvão, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em Ciências Sociais (UFS), mestre e doutoranda em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Sergipe (PPGS/UFS). Atua como pesquisadora colaboradora em projetos de pesquisa sobre juventude e políticas públicas e como membro do Grupo de Estudos Culturais, Identidades e Relações Interétnicas (GERTs). É também membro da Global Transformative Education Network (GTEN). Durante o mestrado pesquisou os estilos de vida e o ativismo cultural pautados no movimento punk na cidade de Aracaju. Atualmente pesquisa a reivindicação do direito à cidade para mulheres jovens através do surf e do skate.

Downloads

Publicado

2024-01-26

Como Citar

Oliveira Feijão Galvão, L. (2024). CORPO, GÊNERO E AGÊNCIA: UMA ANÁLISE A PARTIR DO SKATE E DO SURFE FEMININOS EM ARACAJU, SERGIPE. Diversidade E Educação, 11(2), 352–379. https://doi.org/10.14295/de.v11i2.16177

Edição

Seção

Dossiê: Diversidade, gênero e sexualidade nas práticas corporais e esportivas