A CONSTRUÇÃO NARRATIVA DA BRUXA XIANNIANG NO LIVE ACTION DE MULAN

PEDAGOGIAS DO GÊNERO EM AÇÃO

Autores

  • Edimauro Ramos Faculdades Integradas de Itararé (FAFIT)

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9i1.13032

Resumo

O presente artigo busca, por meio de articulações com as Pedagogias Culturais e as pedagogias de gênero, explorar a construção narrativa de Xianniang, nova personagem do live action de Mulan (2020), inspirado na animação de 1998. O filme traz a personagem como uma bruxa perversa que se junta ao vilão para atacar a China, assim como na animação. Contudo, quando analisada pela perspectiva das pedagogias de gênero, a construção da personagem está às sombras da masculinidade hegemônica, das marcas de gênero e da dominação masculina. Execrada e subestimada por conta de seus poderes, as pedagogias que envolvem a personagem e o seu desenrolar abrem fendas para os debates sobre gênero, suas pedagogias e seus movimentos curriculares.

PALAVRAS-CHAVE: Pedagogias de gênero. Pedagogias Culturais. Mulan. Xianniang.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edimauro Ramos, Faculdades Integradas de Itararé (FAFIT)

Pedagogo graduado pelas Faculdades Integradas de Itararé (FAFIT). Professor de Educação Básica (Itapeva/SP)

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

Ramos, E. . (2021). A CONSTRUÇÃO NARRATIVA DA BRUXA XIANNIANG NO LIVE ACTION DE MULAN: PEDAGOGIAS DO GÊNERO EM AÇÃO. Diversidade E Educação, 9(1), 305–323. https://doi.org/10.14295/de.v9i1.13032

Edição

Seção

Dossiê “Sexualidades, Currículos e Cinema”