EXPERIÊNCIAS CONGADEIRAS:

A DECOLONIALIDADE COMO ESTRATÉGIA TEÓRICO-METODOLÓGICA DE PESQUISA EM LAMBARI/ MG

Autores

  • Aline Guerra da Costa UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
  • Fábio Pinto Gonçalves dos Reis Universidade Federal de Lavras

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9iEspecial.12684

Resumo

Como pesquisar identidades e subjetividades de pessoas cujo ambiente social a/o pesquisadora/or não faz parte? Este trabalho tem por objetivo demonstrar quais os caminhos metodológicos adotados em uma pesquisa qualitativa sobre a Congada de Lambari/MG e a formação das identidades, diferenças e saberes das/os integrantes da festa. A Congada é uma manifestação cultural e religiosa negra por meio da qual as/os participantes entoam versos que louvam santos católicos, falam da experiência do cativeiro e da luta por liberdade. Ao questionar as relações de poder envolvidas na Congada, assim como na comunicação entre pesquisadores e depoentes, foi necessário buscar metodologias que se adequassem às especificidades da pesquisa. A partir das “experiências congadeiras” foi possível pôr em suspeição o lugar habitual de pesquisadora/or que define o que é conhecimento válido ou não e exercer uma estratégia decolonial de borrar as fronteiras e expandir as possibilidades de outros saberes tão válidos quanto potentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Guerra da Costa, UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS

Professora de História da Rede Estadual de Minas Gerais e Mestra em Educação pela Universidade Federal de Lavras.

Rua Espírito Santo, 120 - Sertãozinho, Lambari/MG - Brasil

Fábio Pinto Gonçalves dos Reis, Universidade Federal de Lavras

Professor associado II do Departamento de Educação da Universidade Federal de Lavras. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2021-05-23

Como Citar

Guerra da Costa, A., & Pinto Gonçalves dos Reis, F. (2021). EXPERIÊNCIAS CONGADEIRAS: : A DECOLONIALIDADE COMO ESTRATÉGIA TEÓRICO-METODOLÓGICA DE PESQUISA EM LAMBARI/ MG . Diversidade E Educação, 9(Especial), 627–650. https://doi.org/10.14295/de.v9iEspecial.12684

Edição

Seção

N. Especial: Tecituras em Redes de Discussões e Afetos: interface..