QUEM PODE SER MERIDA? ESTRATÉGIAS PARA A EDUCAÇÃO DE GÊNERO E O EMPODERAMENTO FEMININO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v8i1.11411

Resumo

Mediante as complexidades vivenciadas no contexto escolar, no que tange a participação, inclusão, práticas não-sexistas e educação de gênero e sexualidade no Ensino Fundamental I, utilizou-se do longa-metragem: “Valente: A Conquista de Merida”, como uma ferramenta para ampliar as discussões acerca dos estereótipos de gênero e sexualidade, além de ampliar as reflexões sobre a violência de gênero e o empoderamento feminino. Para tanto, o presente trabalho é um recorte de uma experiência pedagógica com alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental I, de uma escola do Município de Pitanga, interior do Paraná. A metodologia utilizada consiste em práticas dialógicas pautadas nas concepções freireanas, tendo o diálogo como centro da aprendizagem e a problematização como fator fundamental para a mudança. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean Pablo Guimarães Rossi, UEM; UNESPAR.

Doutorando pelo Programa de Pós-graduação em Educação, da Universidade Estadual de Maringá - UEM. Mestre em Sociedade e Desenvolvimento pelo Programa de Pós-graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento - PPGSeD (2020). Bacharel em Psicologia pela Faculdade União de Campo Mourão - UNICAMPO (2016). Especialista em Desenvolvimento e Aprendizagem nos Anos Iniciais da Educação Básica pela UNESPAR/Campus de Campo Mourão (2019). Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação, Diversidade e Cultura - GEPEDIC, da UNESPAR/Campo Mourão.

Marcieli Babinski, UCP - Faculdades do Centro do Paraná

Graduanda do 5º período do curso de Pedagogia, da Faculdade UCP/Pitanga.

QUEM PODE SER MERIDA? ESTRATÉGIAS PARA A

EDUCAÇÃO DE GÊNERO E O EMPODERAMENTO FEMININO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Referências

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. Sejamos Todas Feministas. Tradução Christina Baum. Companhia de Letras, 2015.

BRASIL, Ministério da educação. Orientação Sexual. Parâmetros Curriculares Nacionais, PCN - secretaria da Educação Fundamental. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro102.pdf>. Acesso em: 28 Ago. 2019.

COSTA, Fabrício Veiga; PELET, Mariel Rodrigues. A Escola Como Locus Do Debate Das Questões De Gênero: Uma Análise Da Constitucionalidade Do Projeto De Lei “Escola Sem Partido". Revista de Gênero, Sexualidade e Direito. Maranhão, v. 3, n. 2, p. 1 – 21, jul/dez. 2017.

FRANÇA, Fabiane Freire. Representações sociais de gênero e sexualidade na escola: diálogo com educadoras. 186f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, 2014.

FIGUEIREDO, Carolina Dantas de. SILVA, Aline de Fatima Soares. Valente e a Construção Arquetípica Da Princesa Nas Narrativas Disney. In.: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste – Caruaru - PE – 07 a 09/07/2016. Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE. p. 1-15.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 31ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 14ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 31ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

LOPES, Raisa De Souza. Cinderela e Valente: As Transformações Das Mulheres Nos Filmes Infantis. Universidade católica de Brasília. Pró-Reitora Acadêmica Escola de Saúde, Curso de Psicologia. Brasília-DF, 2016.

LOURO, Guacira Lopes. Educação e Docência: Diversidade, Gênero E Sexualidade. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente. Belo Horizonte, v. 03, n. 04, p. 62-70, jan./jul. 2011.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 6. ed. Petrópolis/Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre. Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9. ed. Petrópolis/Rio de Janeiro: Vozes, 2013. p. 67-82.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero E Sexualidade: Pedagogias Contemporâneas. Pro-Posições, v. 19, n. 2, maio/ago. 2008.

PITANGA, Secretaria Municipal de Educação. Projeto Político Pedagógico: Escola Municipal Doutor Ivan Ferreira do Amaral, Pitanga- Pr., 2016.

Valente dublado. Publicado em 30 de nov de 2011. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=3LYQaHBOBbI>. Acesso em: 25. Ago. 2019.

Downloads

Publicado

2020-08-16

Como Citar

Rossi, J. P. G., & Babinski, M. (2020). QUEM PODE SER MERIDA? ESTRATÉGIAS PARA A EDUCAÇÃO DE GÊNERO E O EMPODERAMENTO FEMININO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Diversidade E Educação, 8(1), 529–544. https://doi.org/10.14295/de.v8i1.11411