A AMIZADE COMO POSSIBILIDADE DE EXPERIMENTAÇÃO DA SEXUALIDADE EM “AQUELES DOIS” DE CAIO FERNANDO ABREU

Dhermersson Warly Santos Costa, Maria dos Remédios De Brito

Resumo


O ensaio pondera uma leitura fundamental do conto “Aqueles dois” de Caio Fernando Abreu, originalmente publicado na obra “Morangos Mofados” (2015). Argumenta-se que os personagens Raul e Saul agenciam em seus corpos uma amizade como possibilidade de exercício e experimentação das suas sexualidades em tempos de autoritarismo extremo. Trata-se de uma leitura interpretativa, influenciada pela filosofia francesa contemporânea de Gilles Deleuze e Félix Guattari. Sem pretensões formativas ou metodológicas, o que se pretende é experimentar com a literatura de Caio Fernando Abreu blocos de sensações que mobilizem outras formas de pensamento no corpo, na sexualidade, na vida.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/de.v7i2.9477

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


E-ISSN: 2358-8853

Indexadores
  

PROPESQ

PROPESQ

PROPESQ PROPESQ PROPESQ