CRIANÇAS E ADOLESCENTES MINISTRAM AULAS SOBRE GÊNERO NA UNIVERSIDADE: EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA E CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO

Helena Altmann, Hugo Romano Mariano

Resumo


O artigo apresenta e analisa a experiência de formação em nível superior na área de gênero, sexualidade e educação, conduzida na disciplina de graduação intitulada “Corpo, Gênero e Sexualidade”, ministrada na Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. As análises partem de uma atividade pedagógica específica da disciplina, que consiste na participação de crianças e adolescentes ministrando aulas sobre gênero e sexualidade, apresentando projetos por eles desenvolvidos dentro da sua própria escola. A escola adota a metodologia Freinet, garantindo centralidade aos estudantes no processo formativo. As intervenções foram realizadas em 2017 e 2018, quando estudantes do Ensino Fundamental 1 e 2 apresentaram às universitárias e universitários conteúdos relacionados ao gênero. A partir das apresentações das crianças e adolescentes, pudemos inferir que seus interesses sobre à temática do gênero dizem respeito à demandas próprias daquilo que os constitui enquanto sujeito, que no espaço escolar se organiza como um fazer crítico diante das relações estabelecidas nos processos de normatização, subordinação e sujeição na sociedade como um todo.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Flávia Cristina Oliveira Murbach de; SILVA, Greice Ferreira da; RAIZER, Cassiana Magalhães. As implicações pedagógicas de Freinet para a educação infantil: das técnicas ao registro. XII COLÓQUIO INTERNACIONAL DO LEPSI. Anais... 2017. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1997a.

BUTLER, J. Problemas de gênero: Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

BUTLER, J. A vida psíquica do poder: teorias da sujeição. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2018.

CHANEL, Émile. Textos-chave da pedagogia moderna. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977.

ELIAS, Marisa D. C. (Org.) Pedagogia Freinet – teoria e prática. Campinas: Papirus, 1996.

FOUCAULT, M. A história da sexualidade 1: a vontade de saber. 12. ed. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

FREINET, Celestin. Para uma escola do povo. Lisboa: Editorial Presença, 1969.

GRIZE, Jean-Blaise. Psicologia genética e lógica. In: BANKS-LEITE, Luci. (Org.). Percursos piagetianos. São Paulo: Cortez, 1997. p. 63-76.

HACKING, I. Construindo tipos: o caso de abusos de crianças. Cadernos Pagu, v. 40, jan./jun., 2013.

LIMA, Vânia Mara Alves de. Estudos para implantação de ferramenta de apoio à gestão de linguagens Documentárias: vocabulário controlado da USP1. Revista Transinformação, v. 18, n. 1, jan./abr., 2006.

MAGALHÃES, Antônio Fernando. Manejo da fertilidade dos solos irrigados: produtividade, degradação e correção. In: REUNIÃO BRASILEIRA EM FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 21., 1995. Anais... Pernambuco: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1995. p. 72-115.

PAIVA, Geraldo José de. Dante Moreira Leite: um pioneiro da psicologia social no Brasil. Psicologia USP, São Paulo, v. 11, n. 2, jul./ago. 2000. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2001.

POLEZZI, Valéria Piassa. Depois daquela viagem. 2. ed. Ática, 2014.

SANTOS, Diego Marlon; DEMIZU, Fabiana Silva Botta; PERIN, Conceição Solange Bution; MOLINA, Adão Aparecido. Pedagogia em Foco, Iturama (MG), v. 13, n. 9, p. 52-64, jan./jun. 2018 DOI: 10.29031/pedf.v13i9.325




DOI: https://doi.org/10.14295/de.v7i1.9010

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


E-ISSN: 2358-8853

Indexadores
  

PROPESQ

PROPESQ

PROPESQ PROPESQ PROPESQ