Gênero & Ciência: tecendo relações

Fabiane Ferreira da Silva

Resumo


Muitas mulheres foram (e ainda são) excluídas da produção do conhecimento. Mesmo com as mudanças ocorridas quanto ao acesso à educação e ao Ensino Superior por parte das mulheres, a representação de quem faz e pode fazer ciência ainda é masculina. Atualmente, é possível perceber o número significativo de mulheres em universidades e instituições de pesquisa, contudo, ainda evidencia-se que esta participação vem acontecendo de modo dicotomizado ou está aquém da presença masculina em determinadas áreas.

Texto completo:

PDF

Referências


FELÍCIO, José Roberto Drugowich de. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. In: Pensando gênero e ciência. Encontro Nacional de Núcleos e Grupos de Pesquisa – 2009, 2010/ Presidência da República. – Brasília: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, 2010. p. 45-52.

LÖWY, Illana. Ciências e gênero. In: HIRATA, Helena et al (Org.). Dicionário crítico do feminismo. São Paulo: Editora UNESP, 2009. p. 40-44.

SCHIEBINGER, Londa. O feminismo mudou a ciência?. São Paulo: EDUSC, 2001.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


E-ISSN: 2358-8853

Indexadores
  

PROPESQ

PROPESQ

PROPESQ PROPESQ PROPESQ