AS PRÁTICAS DE GESTÃO EDUCACIONAL NO COMBATE A HOMOLESBOTRANSFOBIA

DIFERENTES ENTENDIMENTOS EM PERSPECTIVA

Autores

  • Julian Silveira Diogo de Ávila Fontoura Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS http://orcid.org/0000-0001-8507-6538
  • Josiane Carolina Soares Ramos Procasko IFRS - Campus Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9i1.12706

Resumo

Compreendemos o espaço escolar como reprodutor de desigualdades estruturais de toda ordem social, especialmente na perpetuação de práticas discriminatórias contra grupos socialmente vulnerais, como é o caso dos jovens LGBTs. A investigação que apresentamos objetiva desvelar os movimentos das práticas de gestão educacional implementadas no enfrentamento a homolesbotransfobia no interior do espaço escolar, na percepção dos gestores de escolas públicas de Educação Básica da cidade de Porto Alegre/RS. Para isso nos utilizamos da abordagem qualitativa presente nos Estudos de Caso em seu caráter descritivo-exploratório, articulado a entrevistas semidirigidas e a pesquisa documental, a análise de dados se desenvolveu a partir da análise de conteúdo. Os resultados da investigação apontam à falta de entendimento e preparo das equipes gestoras na efetivação de práticas de combate a preconceitos e discriminações, para além de ações pontuais e desconectadas de um projeto de educação pautado no enfrentamento a homolesbotransfobia no interior das instituições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julian Silveira Diogo de Ávila Fontoura, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Professor da Rede Pública de Educação do Estado do Rio Grande do Sul, Licenciado em Ciências da Natureza: Biologia e Química pelo Instituto Federal, de Educação, Ciência e Tecnologia - Porto Alegre (2015); Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2018); Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2021), com pesquisas centradas majoritariamente nas temáticas: Qualidade da Educação, Contextos Emergentes, Educação Superior e Políticas Públicas para Educação.

Josiane Carolina Soares Ramos Procasko, IFRS - Campus Porto Alegre

Possui graduação em Pedagogia Educação infantil e Anos Iniciais, Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul na linha de pesquisa "Políticas e gestão de processos educacionais", Doutorado em Educação pela UFRGS na mesma linha de pesquisa e Pós-Doutoramento em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS na linha de pesquisa "Formação, Políticas e Práticas em Educação" na perspectiva da Educação Digital. É professora da área da Educação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS Campus Porto Alegre, lecionando para os cursos de formação de professores (graduação e pós graduação). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Gestão educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: Política educacional, Tecnologias Digitais, Gestão Democrática da Educação, Coordenação Pedagógica e Formação de Professores. 

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

Silveira Diogo de Ávila Fontoura, J., & Soares Ramos Procasko, J. C. (2021). AS PRÁTICAS DE GESTÃO EDUCACIONAL NO COMBATE A HOMOLESBOTRANSFOBIA: DIFERENTES ENTENDIMENTOS EM PERSPECTIVA . Diversidade E Educação, 9(1), 725–750. https://doi.org/10.14295/de.v9i1.12706