EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: DISCUSSÃO DE POSSIBILIDADE

Autores

  • Núbia Rosa Baquini da Silva Martinelli

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i2.8435

Resumo

Apresentamos recorte de pesquisa qualitativa sobre saberes discentes produzidos na relação entre os movimentos de ensinar e aprender na escola, com foco em construções conceituais relativas a educação ambiental. Analisamos as manifestações discentes e docentes em aula, como elemento redirecionador dos planejamentos e do curso da aula, ressignificando o ensinar e o aprender. Interações dialógicas em aulas de Ciências do 9º ano do Ensino Fundamental foram vídeo-gravadas, transcritas e analisadas, segundo a teoria das interações discursivas (BAKHTIN, 2006), utilizando o conceito de enunciação, como categoria analítica. Resultados parciais apontam construções conceituais, como: extinção das espécies; conhecimentos das populações tradicionais; contextualização local; conhecimento cotidiano; descarte de materiais e padrões de consumo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-11-26

Como Citar

Martinelli, N. R. B. da S. (2018). EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: DISCUSSÃO DE POSSIBILIDADE. Ambiente &Amp; Educação, 23(2), 214–230. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i2.8435